adblock ativo

Físico Stephen Hawking fará vôo de gravidade zero

Publicado quarta-feira, 25 de abril de 2007 às 16:59 h | Atualizado em 25/04/2007, 16:59 | Autor: Agencia Estado
adblock ativo

O astrofísico Stephen Hawking, que depende de uma cadeira de rodas para sua locomoção há décadas, espera que a ausência de peso seja "um paraíso", no momento em que se prepara para realizar amanhã um vôo de gravidade zero. "Para alguém como eu, cujos músculos não funcionam muito bem, não ter peso será o paraíso", disse ele. Hawking, de 65 anos, sobre da doença de Lou Gherig, será o primeiro portador de deficiência a participar de um dos vôos oferecidos pela Zero Gravity Corp, uma empresa de turismo espacial.

Partindo do Centro Espacial Kennedy, na Flórida, o jato cria intervalos de ausência de peso que duram 25 segundos, durante mergulhos sobre o Oceano Atlântico. Normalmente, o aparelho realiza de 10 a 15 mergulhos para a satisfação dos passageiros, que pagam US$ 3.750 (R$ 7.500) pelo passeio. No caso de Hawking, porém, a viagem é por conta da casa. Com o astrofísico, o avião fará apenas um mergulho. Mergulhos subseqüentes só serão realizados se médicos enfermeiros se certificarem de que o cientista está apreciando o passeio.

Incapaz de utilizar as mãos, as pernas ou a voz, Hawking depende dos músculos ao redor dos olhos, sobrancelhas e boca para criar expressões faciais e, assim, comunicar-se. Quando está na cadeira de rodas, ele conta com um sintetizador de voz, que ativa selecionando palavras numa tela de computador. A seleção é feita com a pressão do rosto. A cadeira de rodas com o sintetizador não estarão a bordo do avião.

adblock ativo

Publicações relacionadas