adblock ativo

Governo da Austrália indica que Djokovic não está vacinado

O tenista sérvio de 34 anos quer reverter o cancelamento de seu visto

Publicado domingo, 09 de janeiro de 2022 às 16:45 h | Atualizado em 09/01/2022, 16:45 | Autor: Da Redação
O recurso interposto pelo atleta para poder permanecer no país deverá ser indeferido.
O recurso interposto pelo atleta para poder permanecer no país deverá ser indeferido. -
adblock ativo

O governo australiano afirmou,  neste domingo, 9, que o tenista Novak Djokovic nunca teve acesso garantido à Austrália sem a vacinação para a Covid. A defesa do jogador diz que Djoko teria uma "permissão excepcional" de entrada no país. O recurso interposto pelo atleta para poder permanecer no país deverá ser indeferido.

O tenista sérvio de 34 anos quer reverter o cancelamento de seu visto para ser liberado de um centro de imigração de Melbourne e poder jogar o Australian Open, que começa no dia 17. Djokovic é o atual campeão do torneio.

"Não existe nada que garanta a entrada no país para um cidadão não-australiano. Na verdade, existem critérios e condições para a entrada, e razões para negar ou cancelar o visto.", afirmou o posicionamento ofical do Governo

Já a defesa de Djokovic alega que como o jogador contraiu recentemente Covid, estaria apto a entrar no local. O governo da Austrália refuta dizendo que não há provas sobre a recente infecção de Djoko.

O governo australiano chegou a tentar adiar a audiência que vai definir se Novak Djokovic vai poder oficialmente entrar no país para disputar o Australian Open. No entanto, o pedido foi negado pela justiça, já que o adiamento da audiência em dois dias, como solicitado, faria com que o julgamento ocorresse após a data limite para a confirmação de participação no aberto de tênis.

adblock ativo

Publicações relacionadas