Rei das criptomoedas é condenado a 25 anos de prisão por fraude | A TARDE
Atarde > Mundo

Rei das criptomoedas é condenado a 25 anos de prisão por fraude

SamBankman-Fried teria ficado com R$ 40 bilhões de clientes para tentar salvar fundo de investimento

Publicado quinta-feira, 28 de março de 2024 às 15:50 h | Atualizado em 28/03/2024, 16:06 | Autor: Da Redação
Empresário já tinha sido preso anteriormente
Empresário já tinha sido preso anteriormente -

O Tribunal Federal de Manhattan, em Nova York, anunciou nesta quinta-feira, 28, que o empresário SamBankman-Fried foi condenado a 25 anos de prisão por ficar como US$ 8 bilhões, cerca de R$ 40 bilhões de clientes da FTX, corredora de criptomoedas.

A empresa que já foi uma das maiores do mundo antes de falir chegou a valer cerca de US$ 32 bilhões, no final do ano passado. A informação foi divulgada pelo g1.

Os promotores teriam pedido entre 40 e 50 anos de prisão para os crimes. No entanto, o empresário vai recorrer da decisão.

Há cerca de um ano a FTX teria feito um pedido de recuperação judicial, em um colapso corporativo, que fez com que Bankman-Fried perdesse sua fortuna pessoal estimada em US$ 26 bilhões (R$ 130 bilhões).

O empresário tinha sido extraditado para as Bahamas em dezembro de 2022, quando foi preso e solto em seguida, após pagamento de fiança. Ele foi preso novamente em agosto de 2023, sob acusações de tentativa de manipulação de testemunhas.

O caso

A mídia começou a noticiar que para tentar salvar um fundo de investimento, a Alameda, criado por Bankman-Fried, ele teria emprestado dinheiro da FTX para a empresa. No entanto, para isso, o empresário usou recursos dos clientes que estavam depositados na corretora, o que é considerado ilegal.

Um documento do balanço patrimonial de 2022 mostrou que cerca de US$ 14,6 bilhões eram mantidos em FTT, espécie de moeda oficial da plataforma.

Publicações relacionadas