adblock ativo

Repressão deixa 62 manifestantes mortos na Síria

Publicado sábado, 30 de abril de 2011 às 07:40 h | Atualizado em 30/04/2011, 07:40 | Autor: Agencia Estado
adblock ativo

Pela primeira vez com a participação ostensiva da Irmandade Muçulmana, banida há quatro décadas, milhares de pessoas foram ontem às ruas de dezenas de cidades da Síria para exigir a renúncia do ditador Bashar al-Assad, nas maiores manifestações desde que elas começaram, em 15 de março.

As forças de segurança mais uma vez abriram fogo contra as multidões. Segundo relatos de testemunhas colhidos pelas agências de notícias, pelo menos 42 manifestantes foram mortos no chamado "dia de fúria". No entanto, grupos de defesa dos direitos humanos disseram que 62 manifestantes foram mortos, além de nove policiais.

Foi também uma das poucas vezes em que os manifestantes saíram às ruas de Damasco. Apesar do forte esquema de segurança, testemunhas disseram que o protesto reuniu pelo menos 10 mil pessoas na capital.

Irmandade

A Irmandade Muçulmana é um movimento fundamentalista sunita fundado em 1928 no Egito e presente em vários países árabes. Foi reprimida pelo Partido Baath desde sua ascensão ao poder na Síria, em 1963, e definitivamente banida pelo ex-ditador Hafez Assad, pai de Bashar, que assumiu em 1970.

Os Assads pertencem à minoria alauita, seita xiita que representa apenas 11% da população síria, enquanto os sunitas são a imensa maioria - 74%. O líder da Irmandade na Síria, Ali Sadr Eddine Bayanuni, vive refugiado em Londres. Assim como no Egito e na Líbia, inicialmente o grupo manteve atitude discreta.

Num indicador de que o fator religioso não basta para explicar o anseio por mudanças, tem havido protestos também em Latakia, reduto alauita na costa oeste da Síria, onde testemunhas disseram que as forças de segurança abriram fogo contra os manifestantes. Segundo grupos de defesa dos direitos humanos, mais de 500 pessoas já morreram nas seis semanas de confrontos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

adblock ativo

Publicações relacionadas