Suposto assassino de Abe afirma ter usado arma de fabricação caseira

Ex-primeiro ministro japonês foi baleado no peito durante comício

Publicado sexta-feira, 08 de julho de 2022 às 11:15 h | Atualizado em 08/07/2022, 11:15 | Autor: AFP e Redação
Registro do momento em que suspeito foi capturado
Registro do momento em que suspeito foi capturado -

A polícia japonesa disse, nesta sexta-feira, 8, que o suposto assassino do ex-primeiro-ministro Shinzo Abe era um desempregado de 41 anos, Tetsuya Yamagami, que afirmou que usou uma arma de fabricação caseira.

"É uma declaração do suspeito e determinamos que (a arma) é claramente feita à mão, embora nossa análise esteja em andamento", disse à imprensa um policial da região de Nara, onde ocorreu o assassinato.

Quase dois anos depois de ter sido obrigado a deixar o posto de chefe de Governo por problemas de saúde, Abe, 67 anos, faleceu depois de ser atingido por tiros em um comício para as eleições do Senado do próximo domingo, apesar das rígidas leis no país contra a posse de armas. 

Abe ficou famoso no exterior por sua estratégia de recuperação econômica, conhecida como "abenomics", iniciada em 2012, na qual misturou flexibilização monetária, grande recuperação orçamentária e reformas estruturais.

Abe, muitas vezes atingido por escândalos que afetaram pessoas próximas, soube aproveitar os acontecimentos externos – lançamentos de mísseis norte-coreanos, desastres naturais – para desviar a atenção e se apresentar como um líder indispensável diante das adversidades.

Publicações relacionadas