adblock ativo

Talibã vacina contra pólio, mas continua sem plano de combate a Covid-19

Publicado às | Atualizado em 20/10/2021, 11:21 | Autor: Da redação
OMS e ONU recomendam vacinação contra Covid-19 durante programa de controle da poliomielite | Foto: OMS
OMS e ONU recomendam vacinação contra Covid-19 durante programa de controle da poliomielite | Foto: OMS -
adblock ativo

No Afeganistão, o Talibã adota a recomendação das Nações Unidas para vacinar a população contra poliomielite. O programa começa em 8 de novembro e seguirá modelo de porta em porta para atingir as mais de 3,3 milhões de crianças. A informação foi divulgada na última segunda-feira, 18. Após a tomada do governo pelo grupo fundamentalista, tanto cidadãos quanto organizações internacionais temiam por um novo surto da doença.

A nova política contra pólio deve ser ampliada para dezembro, com objetivo de alinhar-se ao esquema de vacinas do Paquistão, país vizinho. Para o Unicef (Fundo de Emergência Internacional das Nações Unidas para a Infância), o Afeganistão tem a chance de erradicar a doença caso o programa seja seguido à risca. "Sabemos que múltiplas doses da vacina oral de pólio oferecem a melhor proteção, então estamos contentes em ver outra campanha planejada até o fim deste ano", declarou Dapeng Luo, representante da Organização Mundial de Saúde (OMS) no Afeganistão.

Ao mesmo tempo, não foram adotadas novas medidas de combate à pandemia de Covid-19. Para as Nações Unidas, "o sistema de saúde afegão permanece vulnerável". Não há previsão para uma política vacinal contra o SARS-Cov-2, mas os órgãos internacionais recomendam que ela seja adicionada aos esforços contra a poliomielite.

adblock ativo

Publicações relacionadas