adblock ativo

Trump chama o Facebook de 'anti-Trump' após empresa colaborar em investigação

Publicado quinta-feira, 28 de setembro de 2017 às 00:15 h | Atualizado em 19/11/2021, 08:27 | Autor: Estadão Conteúdo
adblock ativo

Dias depois de o Facebook concordar em cooperar com o Congresso dos Estados Unidos em uma investigação sobre a suposta intromissão russa na eleição americanas do ano passado, o presidente Donald Trump criticou a empresa, chamando-a de 'anti-Trump', em sua conta no Twitter.

Na semana passada, o Facebook disse que forneceria o conteúdo de 3 mil anúncios comprados por uma agência russa aos investigadores do Congresso, e disse que tornaria os anúncios políticos mais transparentes. Muitos comitês estão investigando a interferência russa na eleição em que Trump saiu vitorioso.

O diretor-executivo do Facebook, Mark Zuckerberg, respondeu em sua página no Facebook, dizendo que a plataforma da rede social tentou ser neutra na eleição.

"Trump diz que o Facebook é contra ele. Liberais dizem que nós ajudamos Trump", escreveu hoje o CEO. "Ambos os lados estão chateados quanto às ideias e o conteúdo que eles não gostam. É assim que conduzir uma plataforma para todas as ideias se parece".

Zuckerberg também defendeu a decisão da empresa de cooperar com os investigadores. "Faremos nossa parte para nos defendermos contra Estados que tentam espalhar desinformação e subverter eleições". Fonte: Dow Jones Newswires.

adblock ativo

Publicações relacionadas