Polícia firme e forte | A TARDE
Atarde > Opinião

Polícia firme e forte

Confira o Editorial do Jornal A TARDE

Publicado sábado, 06 de abril de 2024 às 00:00 h | Autor: Editorial
Imagem ilustrativa da imagem Polícia firme e forte
-

O crescimento da criminalidade, com viés centrado na corrosão dos mais preciosos valores civilizatórios, exige investidas de contra-ataque do Estado e da sociedade civil com maior vontade de vencer as articulações das quadrilhas.

A estratégia está baseada na inovação, em cadência mais veloz, sob pena de amasiarem-se em vantagem, ao mesmo subsolo dos esconderijos, agentes públicos engajados em organizações desordeiras.

A premissa sustenta a feliz - e necessária - iniciativa do governo da Bahia em criar a Delegacia Estadual de Combate à Corrupção, parte da boa tática visando reestruturar a segurança pública.

Gerada, aos primeiros passos, em 2023, a especializada se une a outras estruturas recém-criadas visando superaquecer o desempenho das atividades operacionais e administrativas da polícia judiciária baiana.

Trata-se da aplicação das mais recentes conquistas no setor, ao fortalecer uma crença disseminada na indústria cultural, primeiro nas histórias em quadrinhos e depois no cinema, segundo a qual, "o crime não compensa".

Com o ajuste dos métodos a aspectos da contemporaneidade, identificando-se os bandidos sob disfarces de mocinhos, as diligências prometem a capacidade de surpreender quem se locupleta do erário.

Chamada Deccor, a unidade caçula da Polícia Civil tem por meta verificar as fraudes com o mais longo braço da lei jamais percebido pelas gangues, incluindo as de colarinho engomado, se for este o caso.

O escopo dos homens - e mulheres - de distintivo inclui investigações de lavagem de dinheiro, combate ao desvio no tesouro, sem hesitar nos flagrantes perfeitos de ações corruptas.

A estrutura novel prevê a criação de departamentos articulados, entre os quais pontificam a Coordenação de Conflitos Fundiários (CCF), a primeira do Brasil, ao substituir o antigo Grupo Especial de Mediação e Acompanhamento de Conflitos Agrários e Urbanos (Gemacau), representando uma grande vitória da cidadania, sob todos os prismas.

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS