adblock ativo

Primeira celebração no Brasil deve contar com público total de 55 mil

Publicado sábado, 19 de outubro de 2019 às 09:00 h | Atualizado em 19/10/2019, 10:41 | Autor: Susana Rebouças
Celebração na Fonte Nova será presidida pelo arcebispo dom Murilo Krieger, com a participação de 650 padres, bispos e diocesanos
Celebração na Fonte Nova será presidida pelo arcebispo dom Murilo Krieger, com a participação de 650 padres, bispos e diocesanos -
adblock ativo

A primeira celebração no Brasil pela canonização de Irmã Dulce, na Arena Fonte Nova, com abertura dos portões às 12h deste domingo, 20, está com ingressos esgotados. A cerimônia irá reunir 55 mil pessoas para assistir a apresentações e à missa, que será presidida pelo arcebispo de Salvador e primaz do Brasil, dom Murilo Krieger, que também celebrou a primeira missa em homenagem à santa no Vaticano na última segunda, 14.

Os devotos e admiradores presentes também poderão assistir à apresentação de 550 crianças e adolescentes acolhidas no Centro Educacional Santo Antônio (Cesa), além de idosos da instituição, no espetáculo Império do Amor, que contará a história de santa e das Obras Sociais Irmã Dulce (Osid).

A ocasião também terá a participação de bandas católicas que abrirão o evento, além dos embaixadores de Irmã Dulce, Margareth Menezes, Waldonys, Saulo, Tuca Fernandes e padre Antônio Maria. Também levando musicalidade ao evento estarão os cantores Adelmário Coelho, Targino Gondim e do tenor Thiago Arancam.

Celebração

A missa contará com as entradas do Santo Antônio, relíquia de Irmã Dulce, levada pelo miraculado José Maurício Moreira, e das imagens de Nossa Senhora da Conceição da Praia, padroeira da Bahia, e do Senhor do Bonfim. A celebração contará com 650 padres, bispos e diocesanos.

“Temos confirmada a presença de 40 bispos de todo o Brasil. Para facilitar o atendimento a todos, estarão presentes 350 ministros extraordinários da comunhão para a distribuição da eucaristia”, explica o padre Manoel de Oliveira Filho, presidente da comissão organizadora da celebração e coordenador da Pastoral do Turismo. O sacerdote teve contato com Irmã Dulce quando ainda era criança e já coordenou as beatificações das irmãs Lindalva e Dulce. “Eu sou um privilegiado”.

Além das cadeiras da arquibancada, o público terá acesso a oito mil cadeiras no gramado, mais próximo ao palco de apresentações. Para pessoas com necessidades especiais, os elevadores e rampas do estádio estarão sinalizados. Crianças a partir de 2 anos precisam de ingresso para o evento.

Acesso

Constam nos ingressos as informações de cadeiras e setores do estádio para a identificação dos portões. Cada setor tem acesso por portões específicos.

Nos ingressos também constam as informações de uma conta bancária criada exclusivamente para doações para a campanha de reforma do setor oftalmológico do Hospital Santo Antônio.

“A gente pede que as pessoas observem seus ingressos para identificar qual será o portão para acesso aos locais indicados nele. Nele tem um mapinha e a cor do setor”, explica padre Manoel de Oliveira.

Restrições

O acesso para automóveis no local será apenas para carros credenciados e transporte público. Além disso, alguns objetos não serão permitidos no local, como: alimentos e bebidas, embalagem de qualquer natureza, objetos de vidro, plástico ou metal, substâncias tóxicas, fogos de artifício e de estampido, inflamáveis, armas de qualquer tipo, hastes de selfie, guarda-chuvas, papel em rolo, jornais, revistas, bandeiras e faixas com mastro, capacetes, correntes, cinturões e pingentes; máquinas fotográficas profissionais com grandes lentes, roupas e acessórios com formatos e partes pontiagudas que possam machucar e causar lesões.

“As pessoas não precisam se preocupar. A organização conseguiu que as lanchonetes do estádio vendam produtos a preços acessíveis, muito inferiores aos vendidos nos jogos”, afirma o presidente da comissão organizadora.

adblock ativo

Publicações relacionadas