adblock ativo

Quantidade de itens doado ao acervo aumenta após canonização

Publicado sexta-feira, 18 de outubro de 2019 às 16:33 h | Atualizado em 21/01/2021, 00:00 | Autor: Márcio Walter Machado*
Cartas, esculturas, desenhos, pinturas, entre outra peças, são deixadas por devotos no Acervo Cultural de Irmã Dulce
Cartas, esculturas, desenhos, pinturas, entre outra peças, são deixadas por devotos no Acervo Cultural de Irmã Dulce -
adblock ativo

Estabelecido em 1993, o Acervo Cultural de Irmã Dulce, encarregado de registrar, catalogar e guardar objetos produzidos por fiéis da santa e doados à Osid, tem recebido, apenas nos últimos dois meses, uma média de 20 a 30 peças por dia.

Segundo o curador do memorial, o museólogo Osvaldo Gouveia, no entanto, houve uma grande mudança no tipo de objetos recebidos por seu departamento nos últimos meses.

“Quando eu cheguei aqui, há 27 anos, o que nós recebíamos eram os ex-votos, peças em cera representando partes do corpo que receberam milagre. Mas, de setembro até agora, já recebemos mais de 1.500 peças diferentes entre pinturas, textos e imagens esculpidas de Santa Dulce”, explicou.

O museólogo salienta que devido às características culturais brasileiras, a imagem e a produção dos objetos como forma de demonstração de fé é o que faz com que os devotos dediquem tempo e esforço à produção de seus presentes.

Segundo o historiador Rafael Dantas, “todos esses objetos presenteados ao acervo dialogam com Santa Dulce e os devotos. São verdadeiros ícones de cada momento histórico que servem para marcar a cultura e a realidade social de nossa cidade”.

Homenagem

Os amigos Anderson Rabelo, 33 anos, Felipe Simões, 27 anos, e Márcio Júnior, 30 anos, sentiram a necessidade de tornar em letra e música a simplicidade e o amor da freira baiana.

Os jovens fundadores da produtora KW3 Music, que descobre e acompanha músicos católicos, reuniram oito cantores locais para gravar a música Anjo Bom da Bahia– Santa Dulce dos Pobres.

“Uma coisa que me chamou a atenção quando eu comecei a pensar na música foi o olhar dela”, explicou Anderson. “Irmã Dulce é uma santa e nossa fé deixa claro que ela está no céu, como diz a música: Dulce, terna, teus olhos voltados pra nós nos revelam o amor”.

O louvor à Santa dos Pobres pode ser encontrado gratuitamente na plataforma Youtube (clique aqui).

* Sob a Supervisão da editora Meire Oliveira

adblock ativo

Publicações relacionadas