adblock ativo

Aparecem nomes de envolvidos em denúncias de desvios na Ebal

Publicado quarta-feira, 18 de abril de 2007 às 23:38 h | Atualizado em 18/04/2007, 23:38 | Autor: Flávio Oliveira, do A Tarde
adblock ativo

Os primeiros nomes de responsáveis por supostas irregularidades na Empresa Baiana de Alimentos (Ebal, que administra as lojas da Cesta do Povo) foram tornados públicos ontem durante depoimento do atual presidente da empresa Reub Celestino à CPI criada pela Assembléia Legislativa para apurar denúncias de corrupção na empresa durante os sucessivos governos do PFL (1991-2006).



Celestino bem que tentou se esquivar, mas acabou jogando os holofotes para quatro ex-funcionários da empresa: Geraldo Oliveira, ex-diretor administrativo, José Mário Galvão, ex diretor de operações; Leôncio Cardoso Neto, ex-gerente de Engenharia e manutenção, e um homem de prenome René, que trabalhava no Centro de Distribuição da Ebal em Feira de Santana.



Celestino também levantou suspeitas para contratos para fretes (transporte de mercadorias) e para os contratos de manutenção firmados com a Organização do Auxílio Fraterno (OAF), ONG que foi dirigida pelo Pe. Clodoveo Piaza, ex-secretário estadual de Combate à Pobreza.



LEIA MAIS NA EDIÇÃO DESTA QUINTA-FEIRA DO JORNAL A TARDE

adblock ativo

Publicações relacionadas