Aprovação de Bolsonaro é de apenas 19%, índice mais baixo do governo

Publicado segunda-feira, 29 de novembro de 2021 às 11:05 h | Atualizado em 29/11/2021, 11:16 | Autor: Da Redação

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) segue cada vez mais desidratado em levantamentos que medem a sua aprovação junto ao povo brasileiro. Em pesquisa publicada nesta segunda-feira, 29, pelo Atlas, o chefe do Executivo aparece com apenas 19% de aprovação, menor índice desde que chegou ao Palácio do Planalto.

A pesquisa Atlas, realizada pelo AtlasIntel e divulgada nesta segunda também aponta que para 59,7% da população a gestão do mandatário é ruim ou péssima, enquanto 19% a classificam como ótima ou boa.

Cerca de 59% dos entrevistados apontaram questões como desemprego, inflação, desigualdade social e pobreza como alguns dos principais problemas do Brasil.

Abaixo da corrupção, citada por 21,4% dos participantes da pesquisa Atlas, aparecem a pobreza e desigualdade social, escolhidas por 19,3% dos respondentes como “o maior problema do Brasil hoje em dia”.

“Esse recorde de impopularidade deveria preocupar o presidente, porque sua aprovação caiu abaixo do que, por muito tempo, considerávamos um piso (30%)”, comenta o cientista político Andrei Roman, CEO do AtlasIntel.

Para o pesquisador, a queda está relacionada à inflação, ao aumento de preço de mercadorias, como a gasolina, que superou os sete reais, e ao desemprego. Mais de 13 milhões de brasileiros estão sem trabalho (13,2% no último trimestre) e 25 milhões trabalham por conta própria (desde o motorista do Uber ao entregador de comida). A renda do trabalhador despencou 10% no último ano, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O levantamento atual ouviu dos 4.921 pessoas de forma on-line, via convites randomizados, entre os dias 23 e 26 de novembro. A margem de erro é de um ponto percentual, para mais ou para menos, e índice de confiança é de 95%.

Imagem ilustrativa da imagem Aprovação de Bolsonaro é de apenas 19%, índice mais baixo do governo
A cada pesquisa, os índices de aprovação e reprovação do presidente só pioram

Publicações relacionadas