"Arroubos antidemocráticos" não resolverão crise, afirma Pacheco

Publicado quarta-feira, 08 de setembro de 2021 às 20:02 h | Atualizado em 08/09/2021, 20:06 | Autor: Da Redação

Sem citar o presidente Jair Bolsonaro, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG) disse que a solução para a crise do país "não está no autoritarismo, não está nos arroubos antidemocráticos, não está em questionar a democracia".

"Então, é uma crise real que nós vivemos e que nós temos que dar solução a ela. E essa solução não está no autoritarismo, não está nos arroubos antidemocráticos, não está em questionar a democracia, essa solução está na maturidade política dos Poderes constituídos de se entenderem, de buscarem as convergências para aquilo que verdadeiramente interessa aos brasileiros", declarou Pacheco, em pronunciamento divulgado nesta quarta-feira, 8, um dia depois de novas falas golpistas de Bolsonaro nas manifestações de Sete de Setembro.

"Por isso, é fundamental e a gente deve trabalhar muito por isso, que os Poderes sentem à Mesa, se organizem, se respeitem, cada qual cumpra o seu papel respeitando o papel do outro, e busque uma harmonia que vai significar na solução do problema das pessoas", afirmou o senador. Segundo Pacheco, "não é com excessos, não é com radicalismo, não é com extremismo, é com diálogo e com respeito à Constituição que nós vamos conseguir resolver os problemas dos brasileiros".

A última manifestação do presidente do Senado e do Congresso havia ocorrido na manhã de terça-feira, 7, antes dos protestos e das declarações de Bolsonaro. “Ao tempo em que se celebra o Dia da Independência, expressão forte da liberdade nacional, não deixemos de compreender a nossa evidente dependência de algo que deve unir o Brasil: a absoluta defesa do Estado Democrático de Direito”, escreveu Pacheco em suas redes sociais.

Publicações relacionadas