Bolsonarista na ALBA critica PT, mas elogia secretário de Segurança | A TARDE
Atarde > Política > Bahia

Bolsonarista na ALBA critica PT, mas elogia secretário de Segurança

Leandro de Jesus responsabilizou o PT pela violência na Bahia, mas demonstrou confiança em Marcelo Werner

Publicado quarta-feira, 20 de setembro de 2023 às 12:52 h | Autor: Leo Moreira e Lula Bonfim
Leandro de Jesus é um dos mais destacados bolsonaristas na ALBA
Leandro de Jesus é um dos mais destacados bolsonaristas na ALBA -

O deputado estadual Leandro de Jesus (PL), um dos mais destacados bolsonaristas da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), responsabilizou nesta quarta-feira, 20, os governos do PT na Bahia pelo aumento da violência no estado. Segundo ele, as administrações petistas não foram capazes de segurar o avanço das organizações criminosas nos últimos anos.

“Nós não podemos deixar de enfatizar isso: se estamos vivendo hoje esse caos na Segurança Pública e se as facções tomaram conta de nosso estado, sem sombra de dúvidas, é em razão dessa gestão do PT ao longo desses 17 anos”, apontou Leandro de Jesus. 

Em compensação, Leandro de Jesus fez elogios ao secretário estadual Marcelo Werner, da Segurança Pública, e pediu independência para o trabalho dele na pasta. Policial federal de carreira, o atual titular da SSP-BA foi sabatinado na manhã desta quarta na ALBA e contou com a aprovação de deputados de oposição.

“Espero que, de fato, Marcelo [Werner] tenha essa liberdade de atuação, no sentido de, junto às forças de segurança, para fazer o que tem que ser feito. E tenha o resguardo jurídico para que não venham a sofrer nenhum tipo de perseguição, como a gente sabe que historicamente, acontece aqui na Bahia. Quando o policial vai lá e cumpre seu dever, ele sofre certas perseguições por alas ideológicas do governo, da Justiça, do Ministério Público, da Defensoria Pública, o que não pode, eu espero que não aconteça”, avaliou o bolsonarista.

Leandro de Jesus também aproveitou para defender a proposta de intervenção federal na segurança pública da Bahia, sugerida pelo deputado estadual Pablo Barrozo (PSDB). De acordo com o parlamentar, a movimentação seria, na verdade, um apoio das forças de segurança do governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) às polícias civil e militar do estado.

“Em relação à temática da intervenção, foi explicado aqui, inclusive, pelo deputado Pablo [Barrozo], a intenção dele quando ele sugeriu que houvesse aqui uma intervenção, que na realidade seria uma participação. Ou seja: uma soma de forças policiais, seja de âmbito federal, a vir a somar-se aqui no estado, exatamente para, neste momento de colapso maior, alcançar um controle mais rápido”, explicou o bolsonarista.

“Nós não podemos tratar isso de forma nenhuma como algum tipo de desvalorização das forças de segurança aqui local, até porque neste momento o governo federal é o PT, que também é o PT aqui na Bahia. Então não haveria nenhuma divergência ali até ideológica por parte deles ou de política”, argumentou Leandro de Jesus.

O deputado bolsonarista voltou a elogiar a participação de Marcelo Werner na audiência na ALBA e disse torcer para que a confiança passada pelo secretário se transforme em segurança concreta para os baianos.

“O que nós queremos agora, deixando de lado qualquer questão ideológica, política ou partidária, é a paz, é o resgate da paz. E que essa confiança que Marcelo [Werner] passou aí para nós possa se transformar em realidade, em algo concreto, para que possamos voltar a circular em nossas ruas de Salvador e de qualquer região da Bahia, realmente com segurança, sabendo que iremos ao nosso trabalho, à escola, enfim, cumprir o nosso dever diário, mas que voltaremos para casa seguros e tranquilos”, concluiu.

Publicações relacionadas