Bruno Reis diz que "fator Lula" não será determinante em 2024 | A TARDE
Atarde > Política > Bahia

Bruno Reis diz que "fator Lula" não será determinante em 2024

Prefeito deu declaração em entrevista exclusiva ao A TARDE

Publicado segunda-feira, 17 de julho de 2023 às 07:07 h | Atualizado em 17/07/2023, 07:12 | Autor: Da Redação
"Com todo respeito às autoridades nacionais e estaduais, a escolha do prefeito é cada vez mais uma escolha livre do cidadão"
"Com todo respeito às autoridades nacionais e estaduais, a escolha do prefeito é cada vez mais uma escolha livre do cidadão" -

O prefeito Bruno Reis (UB), que está à frente da Prefeitura de Salvador há quase três anos, e deve seguir como candidato à reeleição em 2024 pelo seu grupo político, afirmou, em entrevista exclusiva ao A TARDE, que o fator Lula não será determinante na eleição municipal, assim como ocorreu em 2022, com a vitória de Jerônimo Rodrigues (PT) contra ACM Neto (UB) para o Governo do Estado. 

A campanha do então candidato petista à Presidência atrelado à força do grupo petista na Bahia foi decisiva para a vitória do governador Jerônimo em 2022. 

Apesar de evitar falar sobre eleições, Bruno avaliou o atual cenário e disse o que pensa sobre uma possível presença do presidente Lula na campanha do candidato da oposição contra ele no ano que vem. 

"Com todo respeito às autoridades nacionais e estaduais, a escolha do prefeito é cada vez mais uma escolha livre do cidadão. Os soteropolitanos querem escolher para conduzir o destino da cidade alguém que possa dar as respostas que eles esperam. Ter serviços de saúde e educação funcionando bem, uma forte rede de proteção social, transporte público de qualidade. Que tenha a sensibilidade para cuidar de quem mais precisa e investir nas áreas mais carentes. Tenho convicção que, no ano que vem, a cidade irá decidir o seu destino analisando a história, o currículo, o preparo e a capacidade dos candidatos para seguir garantindo as conquistas que nós alcançamos até aqui e transformar ainda mais a nossa cidade", afirmou o prefeito ao A TARDE.

O gestor também comentou sobre a formação de alianças partidárias para as eleições do próximo ano. Bruno espera repetir o arco de aliança construído na eleição passada.

"Sobre alianças: eu me formei na política, sou um agente político. Então, com certeza, no momento certo, saberei construir as alianças que são fundamentais para vencer a eleição e garantir a governabilidade. Quero só lembrar a todos que, em 2020, como candidato a prefeito, sem estar sentado na cadeira, construí a maior aliança do Brasil. Tive o apoio de 14 partidos e um exército de candidaturas a vereador. E, tenho muita fé em Deus, que saberei dar os passos corretos para repetir esta tão acertada equação política", completou.

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS