CCJ da ALBA aprova plano de saúde para servidores do Judiciário

Projeto prevê benefício para magistrados e servidores ativos e inativos e pensionistas

Publicado terça-feira, 29 de março de 2022 às 14:51 h | Atualizado em 29/03/2022, 14:51 | Autor: Da Redação
Deputada estadual  Fabíola Mansur (PSB) foi a relatora do projeto
Deputada estadual Fabíola Mansur (PSB) foi a relatora do projeto -

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa da Bahia aprovou nesta terça-feira, 29 o projeto que institui o Programa de Assistência à Saúde Suplementar para Magistrados e Servidores do Poder Judiciário. O projeto foi apresentado pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) e teve como relatora a deputada  Fabíola Mansur (PSB). 

A proposição atende a uma resolução de 2019 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que teve o intuito de padronizar o programa de assistência suplementar à saúde do servidor do Poder Judiciário de todo o Brasil. A regra básica da resolução estabelece que a assistência à saúde tenha como beneficiários, magistrados e servidores, ativos, inativos e pensionista de forma igualitária, sem segmentação de classe. 

Dessa forma, o projeto de lei do TJ-BA prevê o auxílio saúde para os seus servidores como um todo, baseado no parecer da Consultoria Jurídica da Presidência. Para tanto, o tribunal pediu “autorização legislativa para inclusão no orçamento dos gastos do auxílio saúde com inativos e pensionistas”. 

Publicações relacionadas