Edvaldo Brito: “Eu precisava viver para ver essa redenção" | A TARDE
Atarde > política > Bahia

Edvaldo Brito: “Eu precisava viver para ver essa redenção"

Deputado Antônio Brito acompanha o pai no Pelourinho e confirma articulações por presidência da Câmara

Publicado sexta-feira, 09 de fevereiro de 2024 às 17:39 h | Autor: Flávia Requião e Alan Rodrigues
Edvaldo Brito aplaude protagonismo negro no carnaval de Salvador
Edvaldo Brito aplaude protagonismo negro no carnaval de Salvador -

“Eu precisava viver esse tempo todo para ver essa redenção”. A frase do vereador de Salvador, Edvaldo Brito (PSD), 86 anos, exprime a realização do ex-prefeito da capital baiana diante do protagonismo negro no carnaval de Salvador.

“Fui o primeiro e único prefeito negro de uma cidade que se diz que é a África do Brasil, que é Salvador. E a minha preocupação maior é saber qual é a razão disto. Nós vamos encontrar razão na falta de empregabilidade do negro, compreendeu, que agora é que se está fazendo isso. Então, palmas para todo mundo porque eu precisava viver para ver esse momento feliz”, disse Edvaldo, que acompanhou a saída dos blocos afro no Pelourinho.

O vereador também comentou a polêmica em torno da passarela montada para os ambulantes no circuito Dodô (Barra-Ondina), finalmente liberada nesta sexta-feira, 9, após ajustes solicitados pelo Ministério Público e Corpo de Bombeiros.

“Eu acho que a questão da segurança prevalece a qualquer outra circunstância. Fui coordenador do carnaval três anos seguidos, tinha muito cuidado com eles (ambulantes). De modo que a passarela é bem-vinda na medida que ela esteja segura. E na medida em que eles queiram ir. Nós não podemos obrigar ninguém a fazer o que não quer”.

Antônio Brito

Filho do vereador, o deputado federal Antônio Brito (PSD) também marcou presença no Pelourinho e falou sobre as articulações para sua candidatura à presidência da Câmara dos Deputados, que envolveu a retirada da candidatura do parlamentar à Prefeitura de Salvador.

“Primeiro fico muito feliz em ser colocado, como baiano, em uma pré-candidatura à presidência da Câmara. E fui colocado assim inicialmente pela bancada do PSD que está unida nessa tentativa. Claro que tudo ocorrerá no momento certo”, disse Antônio Brito.

Ele confirma que tem dialogado com presidentes de outros partidos, Gilberto Kassab, presidente do PSD e com os aliados na Bahia. “Não tenho dúvida que esse assunto tem sido levado a todos, ao governo do estado, ao nosso campo político, a todos que, portanto, compõem o nosso arco de aliança na Bahia. A gente tem lado na Bahia e a gente continuará desse lado, que é o lado de Jerônimo, o lado de Rui, de Wagner e de Otto. É assim que a gente tem que seguir”.

Sobre a candidatura de Geraldo Júnior, o deputado foi pragmático. “Eu retirei a minha candidatura e feliz por ser Geraldo Júnior. Nós tínhamos dois projetos, os dois dialogados com Jerônimo, com Wagner, com Otto e com Rui, um era candidatura a prefeito, outro a presidência da Câmara. É óbvio que uma coisa tem a ver com a outra”.

Quanto ao apoio do prefeito Bruno Reis ao deputado Elmar Nascimento, Antônio Brito encara com naturalidade, uma vez que ambos integram o União Brasil. “É a mesma coisa do lado de cá. Tem que ter lado, quem não tem lado na política não pode conversar com a população”.

Publicações relacionadas