Prefeito de Itajuípe renuncia para se candidatar a deputado

Ex-jogador do Vitória, Marcone Amaral (PSD) estava em seu segundo mandato a frente do Executivo municipal

Publicado sexta-feira, 25 de março de 2022 às 19:40 h | Atualizado em 25/03/2022, 19:55 | Autor: João Guerra
Prefeito de Itajuípe anunciou que é pré-candidato à ALBA
Prefeito de Itajuípe anunciou que é pré-candidato à ALBA -

O prefeito de Itajuípe, Marcone Amaral (PSD), renunciou ao cargo que ocupava desde 2017 para se pré-candidatar a deputado estadual nas eleições de outubro deste ano. Em seu lugar, o vice-prefeito, Leandro Cunha, mais conhecido como Léo da Capoeira (PSD), assumirá a prefeitura.

Amaral estava em seu segundo mandato como chefe do Executivo itajuipense e acredita que a experiência política obtida até o momento o qualifica para uma vaga na Assembleia Legislativa. “Foram cinco anos e três meses plantando o desenvolvimento de uma cidade pequena, como Itajuípe, que fica no Litoral Sul, e é preciso ter uma representatividade maior da região no estado”, comentou.

Marcone Amaral teve uma carreira de sucesso no futebol, atuando no início de sua carreira pelo Vitória, sagrando-se campeão baiano pelo Leão em 1997, 1999 e 2000. Passou também por times da Itália e do Catar,  inclusive naturalizando-se catari para disputar pela seleção deste país duas eliminatórias da copa do Mundo, uma delas a do Brasil, e uma olimpíada asiática.  Ao todo, em sua carreira no futebol, Marcone possui 18 títulos, entre profissional e mundial de juniores.

Região na ALBA

Atualmente, diz o prefeito, o Litoral Sul possui apenas um representante na Assembleia, o deputado Rosemberg Pinto (PT), e que Itajuípe só poderá se desenvolver se houver um desenvolvimento regional. Ele acredita que a Bahia precisa de uma renovação no Legislativo para que possa avançar ainda mais.

De acordo com o pré-candidato, o esporte será a sua principal bandeira na ALBA, pois entende que essa é uma das formas de combater a criminalidade no estado.  “Sou um ex-atleta e conheci o mundo através do futebol e culturas completamente diferentes. Me sinto preparado para assumir essa missão”, argumentou o prefeito.

Publicações relacionadas