Rui diz que Leão saiu do governo por influência de Bolsonaro

Vice-governador da Bahia oficializou na semana passada aliança com ACM Neto

Publicado segunda-feira, 21 de março de 2022 às 12:49 h | Atualizado em 21/03/2022, 12:49 | Autor: Da Redação
Rui Costa alegou que em 2018 propôs Leão a escolher entre uma vaga para a disputa no Senado ou a vaga de vice-governador na chapa
Rui Costa alegou que em 2018 propôs Leão a escolher entre uma vaga para a disputa no Senado ou a vaga de vice-governador na chapa -

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), disse em entrevista para a Rádio 95 FM de Jequié, na manhã desta segunda-feira, 21, que nunca prometeu nove meses do mandato para João Leão (PP) e que a saída do vice-governador teve influência de Jair Bolsonaro (PL) e da direção do PP.

Entre os membros da direção do PP que foram citados pelo governador como responsáveis pela ruptura de Leão com a base aliada de Rui, está o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP).

Rui Costa alegou que em 2018 propôs Leão a escolher entre uma vaga para a disputa no Senado ou a vaga de vice-governador na chapa. Na ocasião, segundo Rui, Leão preferiu continuar como vice. 

No entanto, Rui alegou que o PP não teve garantia do cargo de governador por nove meses dada por ele, como Leão tem dito. Além disso, Rui disse não ter se intimidado com a pressão para deixar o cargo. “Eu falei que não vão me tirar da cadeira de governador, porque o povo da Bahia me elegeu governador. E é natural que Otto seja o candidato à reeleição”.

No início do ano, se ventilou a possibilidade de Otto Alencar (PSD) concorrer a governador e Rui Costa concorrer ao Senado. A saída do governador do cargo faria o vice, Leão, assumir por nove meses. No entanto, Otto concorrerá ao Senado e o pré-candidato da base aliada para concorrer ao Governo do Estado é o Secretário de Cultura, Jerônimo Rodrigues (PT).

Publicações relacionadas