Bolsonaro alimenta fanatismo que terminará em violência, diz Santos Cruz

Publicado segunda-feira, 14 de junho de 2021 às 07:55 h | Atualizado em 14/06/2021, 07:58 | Autor: Da Redação

Para o ex-ministro da Secretaria de Governo de Jair Bolsonaro e general da reserva, Carlos Alberto dos Santos Cruz, o presidente “alimenta fanatismo que terminará em violência”. Cruz argumenta que “a mentalidade anarquista do presidente age para destruir e desmoralizar as instituições, e banalizar o desrespeito pessoal, funcional e institucional”.

O general publicou um artigo neste domingo, 13, no jornal O Estado de S. Paulo. Em sua avaliação, com Bolsonaro, o Brasil passa por mais uma tentativa de erosão do Exército Brasileiro.

“Isso é deliberado. É projeto de poder. Não acontece só por despreparo, irresponsabilidade e inconsequência. Isso é processo planejado, que vem sendo adotado e tentado de forma sistemática. É também um processo covarde, pois as consequências são sempre creditadas a outras pessoas e instituições. Ocorre que a responsabilidade pessoal e funcional está muito bem definida e o responsável maior deve arcar com as consequências”, escreveu.

“A democracia depende do aperfeiçoamento institucional constante. O Exército Brasileiro, assim como as outras instituições que compõem a Nação, não pode continuar a ser covardemente prejudicado por causa de um projeto de poder pessoal e populista”, acrescentou.

Publicações relacionadas