Bolsonaro entra em avião comercial no Espírito Santo e passageiros reagem com gritos de "genocida"; assista

Publicado sexta-feira, 11 de junho de 2021 às 17:14 h | Atualizado em 11/06/2021, 17:18 | Autor: Da Redação

O presidente Jair Bolsonaro foi chamado de "genocida" e ouviu gritos de protestos ao entrar em um avião comercial no Espírito Santo, na tarde desta sexta-feira, 11. Os sons de "Fora, Bolsonaro" só foram parcialmente ofuscados por alguns poucos apoiadores que o chamavam de "mito".

Em resposta, ainda dentro do avião, Bolsonaro retrucou e disse que os que pedem a sua saída deveriam estar viajando "de jegue, não de avião".

"É ou não é? Para ser solidário com o candidato deles”, ironizou.

O presidente chegou na cidade de Vitória nesta manhã e foi recebido por apoiadores. No entanto, depois foi alvo de uma manifestação que exibia cartazes alusivos às 500 mil mortes por Covid-19, marca que o Brasil deve atingir em breve. O clima ficou tenso e alguns bolsonaristas tentaram rasgar os cartazes.

Em agenda no município de São Mateus, antes de chegar ao aeroporto, Bolsonaro fez um discurso contra as medidas restritivas e alegou que as Forças Armadas podem ser acionadas para irem às ruas "garantir" a "liberdade".

“Jamais, eu faria um toque de recolher. Tenho as Forças Armadas do meu lado. Sou o chefe supremo dela. Jamais, elas irão às ruas para mantê-los em casa. Poderão sim, um dia, ir às ruas para garantir a sua liberdade e seu bem maior, que aquilo previsto em nossa Constituição”, disse

Deputado federal do PT e antigo líder do partido na Câmara, Paulo Pimenta (PT) compartilhou o vídeo no Twitter e debochou da situação: "Foi testar a popularidade fora do cercadinho e deu mal, foi escorraçado de avião".

Assista:


Publicações relacionadas