Bolsonaro se irrita com jornalistas, tira a máscara e questiona: "Está feliz agora?"

Publicado segunda-feira, 21 de junho de 2021 às 15:50 h | Atualizado em 21/06/2021, 15:55 | Autor: Da Redação

O presidente Jair Bolsonaro voltou a se irritar com as perguntas de jornalistas, desta vez durante entrevista após evento da Aeronáutica em Guaratinguetá, interior de São Paulo, e mandou uma repórter da CNN Brasil e a sua equipe calarem "a boca".

A fúria de Bolsonaro se revelou ao ser questionado sobre a multa aplicada pelo Governo de São Paulo pela participação na "motosseata" na grande São Paulo no último dia 12. Ele alegou que a CNN Brasil apoiou as últimas manifestações contra o seu governo no último fim de semana.

“Cala a boca, vocês são uns canalhas. Vocês fazem um jornalismo canalha que não ajuda em nada. Vocês destroem a família brasileira, destroem a religião brasileira. Vocês não prestam”, disse o presidente em exercício.

Ele também tentou ignorar um profissional da Rede Globo e passou a disparar contra a emissora.

“A Rede Globo não presta. É um péssimo órgão de informação. Se você não não assiste à Globo, você não tem informação. Se você assiste, está desinformado. Você tinha que ter vergonha na cara por prestar um serviço porco desse”, finalizou.

Após dirigir ofensas aos profissionais da imprensa, Bolsonaro decidiu tirar a máscara de proteção contra o novo coronavírus e provocou: "Me botem no Jornal Nacional agora. Estou sem máscara em Guaratinguetá. Está feliz agora?".

No início do seu discurso no evento desta segunda-feira, o presidente lamentou pela primeira vez a triste marca de 500 mil mortos e ressaltou a "coragem" do Governo Federal em defender o "tratamento precoce" - comprovadamente ineficaz para combater a doença.

“Lamento todos os óbitos. Muito. É uma dor na família. E nós, desde o começo, o governo federal teve coragem de falar em tratamento precoce. Como está sendo conduzida essa questão parece até que é melhor se consultar com jornalistas do que com médicos”, ironizou Bolsonaro. As informações são da Folha de S. Paulo.

Para Bolsonaro, o uso da máscara é uma opção individual, e não de responsabilidade coletiva, apesar de multiplicar a chance de contaminação pela doença, e assegurou que na última "motosseata" estava protegido com o capacete.

“Eu estava com capacete balístico a prova de 762 [durante passeio de motocicleta em São Paulo no último dia 12]. Então, vou ser multado toda vez que andar de moto por aí? Sou alvo de canalhas do Brasil. Eu chego como quiser, aonde eu quiser, eu cuido da minha vida. Se você não quiser usar máscara, você não usa”, disse.

Candidato do PSOL à presidência em 2018 e possível nome para disputar o governo de São Paulo, Guilherme Boulos compartilhou o vídeo com as ofensas do presidente. "Bolsonaro está descontrolado, além da covardia de sempre", escreveu no twitter.


Publicações relacionadas