Boulos vai ao MP para barrar reajuste salarial de 46% do prefeito Bruno Covas

Publicado terça-feira, 22 de dezembro de 2020 às 09:02 h | Atualizado em 22/12/2020, 09:04 | Autor: Redação

O candidato derrotado na última eleição para a Prefeitura de São Paulo, Guilherme Boulos (PSOL), irá entrar com representação no Ministério Público para tentar barrar o reajuste salarial de 46% do prefeito eleito Bruno Covas (MDB).

O aumento foi  aprovado pela Câmara de Vereadores paulista nesta segunda-feira, 21, e estabeleceu um salário de R$ 35,4 mil a partir de 2022. Atualmente, os vencimentos do prefeito da capital paulista são de R$ 24,1 mil.

Além do gestor, o vice-prefeito também será contemplado com o aumento e passará a receber R$31,9 mil, enquanto os secretários municipais receberão R$ 30,1 mil. O projeto ainda passará por votação em segundo turno.

Publicações relacionadas