Amado Batista pede desculpas a Lula e família por insinuações em rádio

Retratação faz queixa-crime por injúria contra o cantor ser retirada

Publicado quarta-feira, 22 de junho de 2022 às 08:15 h | Atualizado em 22/06/2022, 08:15 | Autor: Da Redação
Lulinha e Amado Batista agora pedem que a Justiça determine que a retratação seja veiculada no site e no canal de YouTube “Blog do Magno”, onde as declarações foram publicadas pela primeira vez
Lulinha e Amado Batista agora pedem que a Justiça determine que a retratação seja veiculada no site e no canal de YouTube “Blog do Magno”, onde as declarações foram publicadas pela primeira vez -

Após dizer em programa de rádio, no ano passado, que Lula (PT) e seus filhos praticaram roubo durante governos petistas, o cantor Amado Batista pediu desculpas ao ex-presidente e sua família, em uma retratação que fez parte de um acordo para tirar a queixa-crime por injúria da qual era alvo.

“Assim, venho me RETRATAR formalmente das expressões utilizadas na entrevista, pois nunca tive evidências que comprovassem o que foi dito”, escreveu o cantor na nota. Amado Batista insinuou que um dos filhos de Lula, Fábio Luís Lula da Silva, o Lulinha, enriqueceu de forma ilícita e que era latifundiário e dono de cabeças de gado no Pará e no Mato Grosso, em entrevista ao “Frente a Frente”, transmitido pela Rede Nordeste de Rádio.

O Ministério Público endossou a extinção da punibilidade ao cantor e se manifestou pelo seu arquivamento. Lulinha e Amado Batista agora pedem que a Justiça determine que a retratação seja veiculada no site e no canal de YouTube “Blog do Magno”, onde as declarações foram publicadas pela primeira vez.

Leia o pedido de desculpas de Amado Batista:

"Eu, AMADO RODRIGUES BATISTA, cantor e empresário, venho, publicamente, RETRATAR-ME de ofensas e expressões injustamente proferidas contra FÁBIO LUIS LULA DA SILVA em entrevista concedida ao jornalista Magno Martins no dia 28 de maio de 2021, publicada na rede social YouTube e com repercussão em diversos veículos de comunicação.

PEÇO DESCULPAS a FÁBIO LUÍS LULA DA SILVA pela forma injusta com que lhe atribuí graves ofensas, bem como admito que foram equivocadas minhas afirmações de que teria enriquecido de forma ilícita.

Apesar de ter dito que FÁBIO LUÍS LULA DA SILVA seria latifundiário e dono de cabeças de gado no Mato Grosso e no Pará, RECONHEÇO que essa informação chegou ao meu conhecimento a partir de meros boatos irresponsavelmente difundidos na sociedade.

Assim, venho me RETRATAR formalmente das expressões utilizadas na entrevista, pois nunca tive evidências que comprovassem o que foi dito."

Publicações relacionadas