Bahia ganhará quase 15 mil novas unidades do Minha Casa, Minha Vida | A TARDE
Atarde > Política > Brasil

Bahia ganhará quase 15 mil novas unidades do Minha Casa, Minha Vida

Nova fase do programa federal atenderá população urbana organizada e comunidade rurais

Publicado quarta-feira, 10 de abril de 2024 às 16:18 h | Autor: Lula Bonfim
Residencial do Minha Casa, Minha Vida em Santo Amaro, no Recôncavo
Residencial do Minha Casa, Minha Vida em Santo Amaro, no Recôncavo -

O governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) anunciou nesta quarta-feira, 10, os projetos selecionados para receberem investimentos nas duas novas modalidades “Minha Casa, Minha Vida”. De acordo com a divulgação, a Bahia receberá 14.950 novas unidades habitacionais, sendo o segundo estado do país com mais moradias previstas pelo programa.

Na primeira modalidade, voltada para entidades organizadas das populações urbanas, serão 4.221 novas moradias na Bahia, com destaque para o Instituto de Promoção da Cidadania Habitar do Sertão, de Feira de Santana, que receberá recursos para a construção de 750 unidades habitacionais.

Em Salvador, dois projetos foram selecionados na modalidade “Entidades”: o do Severina Construindo Cidadania, com 274 moradias; e o do União por Moradia Popular BA, de 100 unidades habitacionais.

Já na modalidade voltada para atender agricultores familiares, povos indígenas, integrantes de comunidades remanescentes de quilombos rurais e demais povos e comunidades tradicionais residentes em áreas rurais, a Bahia ganhará 10.729 novas unidades habitacionais.

O projeto apresentado pela prefeitura de Cachoeira, administrada pela prefeita Eliana Gonzaga (PT), se destaca entre os demais aprovados pelo governo Lula no estado. Serão 200 novas moradias construídas no histórico município do Recôncavo com recursos do Minha Casa, Minha Vida.

Somando os projetos aprovados em ambas as modalidades, 175 municípios da Bahia foram contemplados na seleção realizada pelo governo federal para o Minha Casa, Minha Vida. O valor reservado para o estado, porém, não foi divulgado pela Casa Civil.

No total, serão mais de 112,5 mil novas residências construídas em todo o Brasil, com um investimento de R$ 11,6 bilhões. Com mais moradias aprovadas do que a Bahia, está apenas o estado do Maranhão, com 16.050 unidades habitacionais. Em terceiro lugar, aparece o Pará, com 9.352 casas. O objetivo é atender cerca de 440 mil brasileiros.

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS