Bolsonaro contatou irmãos de petista ao saber que eram seus eleitores

Presidente tentou marcar coletiva de imprensa com familiares ao alegar que a imprensa estaria "desgastando" seu governo

Publicado quarta-feira, 13 de julho de 2022 às 08:34 h | Atualizado em 13/07/2022, 08:34 | Autor: Da Redação
Bolsonaro durante ligação
Bolsonaro durante ligação -

O presidente Jair Bolsonaro (PL) decidiu ligar ontem, 11, para a família do guarda civil e tesoureiro do PT, Marcelo Arruda, assassinado por um bolsonarista no último sábado, após saber que os irmãos da vítima, José e Luiz Arruda, eram seus apoiadores. A informação é da coluna de Guilherme Amado, do site Metrópoles.

O encontro virtual foi organizado pelo deputado federal Otoni de Paula (MDB-RJ), que organizou o encontro virtual, disse à publicação que informou ao presidente que os irmãos de Marcelo Arruda eram bolsonaristas. Então Bolsonaro orientou que o parlamentar fosse a Foz do Iguaçu e aceitou falar pelo telefone com José e Luiz.

“Não teria por que Bolsonaro ligar para a família e prestar os sentimentos se eles fossem todos petistas. Isso acirraria ainda mais esse sentimento de polarização”, afirmou.

Bolsonaro não telefonou para Pâmela Suellen, viúva de Marcelo e que é petista. Ao saber da ligação, pela imprensa, ela disse ao jornalista Chico Alves que o contato foi “um absurdo”. 

Na ligação para os irmãos, o presidente pediu para que José e Luiz fossem a Brasília participar de uma coletiva de imprensa ao seu lado e que seria importante se os familiares pudessem “dizer a verdade” porque “a imprensa está tentando desgastar” seu governo.

Publicações relacionadas