Bolsonaro convida chefes de Estado para ato do 7 de setembro

O convite foi dirigido a presidentes de países de língua portuguesa para as comemorações em Brasília

Publicado segunda-feira, 01 de agosto de 2022 às 17:11 h | Atualizado em 01/08/2022, 17:52 | Autor: Da Redação
Além das festividades em Brasília, Bolsonaro disse que haverá um desfile militar em Copacabana, no Rio de Janeiro
Além das festividades em Brasília, Bolsonaro disse que haverá um desfile militar em Copacabana, no Rio de Janeiro -

O presidente Jair Bolsonaro (PL) convidou governantes de países de língua portuguesa para as festividades em homenagem ao 7 de setembro, que neste ano, marcam os 200 anos da Independência do Brasil.

Entre os convidados estão Marcelo Rebelo de Souza (Portugal), João Lourenço (Angola), Umaro Sissoco Embaló (Guiné-Bissau), Carlos Vila Nova (São Tomé e Príncipe), Filipe Nyusi (Moçambique), José Ramos-Horta (Timor Leste) e José Maria Neves (Cabo Verde).  De acordo com a Folha de São Paulo, até o momento apenas o presidente português confirmou presença.

São esperados cerca de 4.500 militares no desfile na Esplanada dos Ministérios, número similar aos anos anteriores. Também será realizado um desfile militar em Copacabana, no Rio de Janeiro. Bolsonaro anunciou a celebração durante a convenção do Republicanos, no sábado, 30. O partido lançou o ex-ministro Tarcísio de Freitas ao governo de São Paulo e declarou apoio à reeleição do presidente.

“Sei que vocês [paulistas] queriam [que o ato fosse] aqui [em SP]. Queremos inovar no Rio. Pela 1ª vez, as nossas Forças Armadas e a as forças auxiliares estarão desfilando na praia de Copacabana”, declarou o presidente.

Durante a convenção do PL, realizada em 24 de julho, Bolsonaro convocou o seu eleitorado a participar dos desfiles do feriado da Independência do Brasil, afirmando que o povo iria às ruas "pela última vez".

Publicações relacionadas