adblock ativo

Bolsonaro deseja 'boas-vindas' à Ômicron: 'Letalidade pequena'

De acordo com o mandatário, a cepa sinaliza o fim da pandemia: "Dizem até que seria um vírus vacinal"

Publicado quarta-feira, 12 de janeiro de 2022 às 12:10 h | Atualizado em 12/01/2022, 15:36 | Autor: Da Redação
De acordo com Bolsonaro, a variante ‘não tem matado ninguém’
De acordo com Bolsonaro, a variante ‘não tem matado ninguém’ -
adblock ativo

O presidente Jair Bolsonaro (PL) classificou nesta quarta-feira, 12, a variante Ômicron, da Covid-19, como ‘um vírus vacinal’ e desejou ‘boas-vindas’ à cepa. De acordo com ele, a proliferação da variante pode 'sinalizar o fim da pandemia’.

"[A] ômicron, que já espalhou pelo mundo todo, como as próprias pessoas que entendem de verdade dizem: que ela tem uma capacidade de difundir muito grande, mas de letalidade muito pequena", disse Bolsonaro, em entrevista ao site Gazeta Brasil.

"Dizem até que seria um vírus vacinal. Deveriam até... Segundo algumas pessoas estudiosas e sérias —e não vinculadas a farmacêuticas —dizem que a ômicron é bem-vinda e pode sim sinalizar o fim da pandemia". De acordo com Bolsonaro, a variante 'não tem matado ninguém'.

Apesar da fala de Bolsonaro, especialistas destacam que a ômicron, embora aparentemente menos letal, traz riscos de nova sobrecarga aos sistemas de saúde. 

Os últimos dias no Brasil têm sido marcados por alta procura de testagem e por diversos registros de pessoas infectadas pela variante —mesmo vacinadas ou que tiveram Covid anteriormente.

adblock ativo

Publicações relacionadas