Diálogos com investigados de inquérito sobre Moraes são retirados | A TARDE
Atarde > Política > Brasil

Diálogos com investigados de inquérito sobre Moraes são retirados

Determinação atinge diálogos entre advogado e investigados de inquérito relativo à abordagem a Moraes em Roma

Publicado terça-feira, 20 de fevereiro de 2024 às 12:09 h | Autor: Da Redação
Dias Toffoli é ministro do STF desde 2009
Dias Toffoli é ministro do STF desde 2009 -

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, determinou que sejam retiradas transcrições e prints de diálogos entre o advogado Ralph Tórtima Filho e investigados do inquérito relativo à abordagem a Alexandre de Moraes no aeroporto de Roma, no ano passado.

Toffoli acatou os argumentos de Ralph Tórtima Filho e da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). "É assente na jurisprudência desta Suprema Corte a inviolabilidade do sigilo entre o advogado e seu cliente, salvo quando revelarem indícios de prática criminosa, o que não se constata nos autos", afirmou o ministro do STF.

As investigações sobre o tumulto envolvendo Moraes em Roma foram encerradas pela Polícia Federal (PF). O episódio aconteceu em outubro do ano passado.

A conclusão do inquérito aponta que o empresário Roberto Mantovani Filho cometeu crime de injúria real contra o filho do ministro. De acordo com a PF, as imagens registradas pelas câmeras de segurança do aeroporto mostram com clareza o momento em que o homem se dirige de modo incisivo a Alexandre Barci de Moraes e, "o atinge no rosto com a mão direita, causando o deslocamento dos óculos do atingido".

Publicações relacionadas