Ex-ministro preso por corrupção no MEC pede orações para Bolsonaro

Milton Ribeiro falou em público pela primeira vez desde que saiu da prisão. Ele é suspeito de corrupção no Ministério da Educação

Publicado terça-feira, 12 de julho de 2022 às 10:21 h | Atualizado em 12/07/2022, 10:21 | Autor: Da Redação
Ex-ministro Milton Ribeiro é apontado como chefe do esquema que cobrava propina em troca da liberação de verbas do MEC
Ex-ministro Milton Ribeiro é apontado como chefe do esquema que cobrava propina em troca da liberação de verbas do MEC -

Investigado por chefiar pastores que cobravam propinas por liberação de verbas do Ministério da Educação, o ex-ministro Milton Ribeiro falou em público pela primeira vez desde que foi preso pela Polícia Federal, no dia 22 de junho, e solto no dia seguinte pela Justiça.

Falando como pastor numa igreja em Santos (SP), neste domingo, 10, Ribeiro disse estar triste e pediu orações para o presidente Bolsonaro. A informação é da Folha.

"Pedimos a tua bênção sobre o nosso país, sobre a vida do nosso presidente. Guarda, protege e dirige a vida dele, para que ele cumpra o teu propósito e faça aquilo que for bom para toda a sociedade brasileira", disse.

A reportagem indica que ele participou de dois cultos no mesmo dia e se esquivou de justificar aos fiéis as denúncias de corrupção. "Eu gostaria de explicar para a igreja, mas não posso, e no momento oportuno isso vai ser feito", afirmou.

Ribeiro disse que nunca foi movido por dinheiro. "Nossa igreja não tem, nunca teve, objetivo nenhum de mexer com o dinheiro de você, o seu dinheiro. Por isso, ao me ver envolvido em coisas dessa natureza, minha tristeza só se redobra", declarou.

O ex-ministro também lamentou o impacto que o escândalo provocou entre seus familiares. "O que tem mais me ferido nestes tempos é claro que é o meu nome, o nome da minha família, mas o nome de Deus. Isso tem me deixado o coração partido. Mas tudo a seu tempo. Eu aguardo, estou aprendendo", afirmou.

Publicações relacionadas