Governo Bolsonaro fez acordo sigiloso com ditadura saudita | A TARDE
Atarde > Política > Brasil

Governo Bolsonaro fez acordo sigiloso com ditadura saudita

Ex-presidente viajou para a Arábia Saudita em 2019 e vistiou o prínxipe herdeiro do país, Mohammed bin Salman

Publicado domingo, 18 de junho de 2023 às 11:44 h | Atualizado em 18/06/2023, 16:58 | Autor: Da Redação
Bolsonaro em encontro com ncontro com Mohammed bin Salman, Príncipe Herdeiro do Reino da Arábia Saudita, em 2019
Bolsonaro em encontro com ncontro com Mohammed bin Salman, Príncipe Herdeiro do Reino da Arábia Saudita, em 2019 -

O Brasil, sob o governo do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), fechou um acordo em caráter sigiloso com o governo da Arábia Saudita para a exportação de produtos e tecnologias para a construção da primeira fábrica própria de explosivos militares no país árabe. As informações são do jornal O Estado de São Paulo.

Bolsonaro e o governo saudita tem tido as realções expostas após o fim de seu mandato, em dezembro do ano passado. O caso das joias, que foram presenteadas ao ex-mandatário e a ex-primeira-dama, Michelle Bolsonaro, veio à tona no início do ano.

De acordo com a publicação, as plantas foram criadas por uma empresa brasileira sob demanda da ditadura saudita que pretende, até 2030, “suprir toda a demanda militar” do país por explosivos e espoletas de detonação de bombas, que podem ser utilizadas em guerras e conflitos no Oriente Médio.

Bolsonaro esteve na Arábia Saudita em 2019, onde visitou o príncipe herdeiro do país, Mohammed bin Salman. No entanto, a autorização para a venda de equipamentos e serviços foi concedida ainda no segundo semestre de 2018, no final do governo Michel Temer, porém as principais etapas da construção se desenvolveram sob o governo Bolsonaro.

Os contratos tratam de vendas de armas, blindados, bombas e serviços, por exemplo, além da construção da fábrica de explosivos militares com mão de obra e tecnologia brasileiras.

Uma empresa brasileira, inclusive, foi instalada no país árabe, com área de 500 mil metros quadrados: a Mac Jee, que tem sua sede em São José dos Campos (SP). Ela produz TNT e RDX, componentes esses que são usados para determinados tipos de bombas. O valor do contrato é desconhecido.

Publicações relacionadas