Irmãos Brazão e ex-delegado da Polícia Civil do RJ passam por exame | A TARDE
Atarde > Política > Brasil

Irmãos Brazão e ex-delegado da Polícia Civil do RJ passam por exame

Trio foi preso na manhã deste domingo, 24, após mandado de prisão preventiva expedido por Moraes

Publicado domingo, 24 de março de 2024 às 18:04 h | Autor: Da Redação
Anúncio da prisão foi feito neste domingo, 24, pela Polícia Federal e Ministério da Justiça
Anúncio da prisão foi feito neste domingo, 24, pela Polícia Federal e Ministério da Justiça -

Suspeitos de serem mandantes do assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, os irmãos Brazão Domingos e Chiquinho (União Brasil) e o delegado da Polícia Civil, Rivaldo Barbosa, suspeito de atrapalhar as investigações sobre o caso, chegaram a Brasília na tarde deste domingo, 24, para realizar exame de corpo de delito.

De acordo com a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), "exame de corpo de delito é praxe sempre que há translado de preso". Em seguida, devem ser levados à Penitenciária Federal de Brasília, considerada de segurança máxima, onde vão cumprir a prisão preventiva.

O trio saiu do Rio de Janeiro, às 14h30, horário em que o avião que os transportava deixou o Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão). Eles aterrissaram em Brasília, às 15h53, quando pousaram no hangar da Polícia Federal no Aeroporto local e foram levados ao Instituto de Medicina Legal (IML) da Polícia Civil do DF, onde passaram por exames.

O anúncio da prisão deles foi realizado nesta manhã pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Lewandowski e o diretor-geral da PF, Andrei Rodrigues, após a expedição do mandado de prisão preventiva feito pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes.

Publicações relacionadas