Mendonça se defende de críticas por voto contra Silveira

"É preciso se separar o joio do trigo", respondeu ministro do STF em uma rede social

Publicado quinta-feira, 21 de abril de 2022 às 16:24 h | Atualizado em 21/04/2022, 16:24 | Autor: Da Redação
Mendonça disse ter tido convicção do que o que fez o correto
Mendonça disse ter tido convicção do que o que fez o correto -

Após críticas de líderes evangélicos e deputados ligados ao presidente Jair Bolsonaro (PL), quando votou pela condenação do deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ), em julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF), na quarta-feira, 20, o ministro André Mendonça usou as redes sociais, nesta quinta, 21, para se defender

“Diante das várias manifestações sobre o meu voto ontem, sinto-me no dever de esclarecer que: [a] como cristão, não creio tenha sido chamado para endossar comportamentos que incitam atos de violência contra pessoas determinadas”, escreveu inicialmente o ministro, no Twitter.

“Como jurista, a avalizar graves ameaças físicas contra quem quer que seja. Há formas e formas de se fazerem as coisas. E é preciso se separar o joio do trigo, sob pena de o trigo pagar pelo joio. Mesmo podendo não ser compreendido, tenho convicção de que fiz o correto”, completou Mendonça.

Uma das críticas mais contundentes ao magistrado partiu do pastor Silas Malafaia, que se disse "totalmente decepcionado" com a decisão de André Mendonça no julgamento na Corte.

“Totalmente decepcionado com o ministro André Mendonça, que se rendeu ao ditador da toga [Alexandre de Moraes] e envergonha o povo evangélico”, disse Malafaia.

Publicações relacionadas