Mourão defende atos antidemocráticos: “Fiquem firmes” | A TARDE
Atarde > Política > Brasil

Mourão defende atos antidemocráticos: “Fiquem firmes”

Manifestações bolsonaristas pedem intervenção militar

Publicado quarta-feira, 14 de dezembro de 2022 às 14:14 h | Autor: Da Redação
Hamilton Mourão (Republicanos) é vice-presidente da República
Hamilton Mourão (Republicanos) é vice-presidente da República -

O vice-presidente da República e senador eleito, Hamilton Mourão (Republicanos-RS), criticou a política econômica das gestões do PT e defendeu os atos antidemocráticos que aconteceram em Brasília na noite desta segunda-feira, 12.

Seu posicionamento surgiu através da publicação de um artigo no jornal O Estado de S. Paulo, nesta quarta-feira, 14. "A minha mensagem aos manifestantes é para se apropriarem desta força, coragem e resiliência que provaram ter para permanecerem altivos, de cabeça erguida, firmes em suas convicções, unidos e diuturnamente vigilantes da nova condução que o País terá, das promessas e dos atos que virão”, escreveu Mourão.

Os atos de vandalismo de extremistas apoiadores do presidente Jair Bolsonaro durante a noite de segunda-feira, 12, e a madrugada desta terça-feira, 13, em Brasília, terminou sem nenhuma prisão, embora autoridades, incluindo o ministro da Justiça, Anderson Torres, tenham prometido rigor para conter a violência na região central da capital.

Os extremistas tentaram invadir a sede da Polícia Federal, incendiaram ônibus, carros e quebraram lojas. Também há registros de invasões a estabelecimentos comerciais, incluindo restaurantes. Os atos supostamente foram motivados pela prisão de um líder indígena, que participava do movimento antidemocrático.

O líder indígena preso seria José Acácio Serere Xavante, que teve a prisão temporária determinada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, após pedido da PF, com a alegação de suposta prática de condutas ilícitas em atos antidemocráticos.

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS