"Não deu sinais de quando sairá", diz Rui sobre Guedes | A TARDE
Atarde > Política > Brasil

"Não deu sinais de quando sairá", diz Rui sobre Guedes

Futuro ministro da Casa Civil cobra que Paulo Guedes deixe residência oficial para estadia de Lula

Publicado quinta-feira, 15 de dezembro de 2022 às 16:04 h | Autor: Da Redação
Paulo Guedes mora na residência oficial desde o início da pandemia
Paulo Guedes mora na residência oficial desde o início da pandemia -

O governador Rui Costa, indicado para ser o ministro-chefe da Casa Civil pelo presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), disse que solicitou ao atual ministro da Economia, Paulo Guedes, que ele deixe a Granja do Torto, residência oficial que ocupa, para que Lula possa usá-la como local para se preparar para a posse como presidente da República, no dia 1º de janeiro.

O atual chefe do Executivo baiano apontou que Guedes o ignorou e não respondeu quando liberará o imóvel. “Falei com ele sobre a possibilidade do ministro da Economia, Paulo Guedes, antecipar a saída dele. É tradição na República brasileira o presidente eleito ficar na Granja do Torto, temporariamente ele ocupa, se preparando para a posse. Acho que nunca aconteceu na história do Brasil não se criar condições de alojamento adequadas para o presidente que vai tomar posse e que precisa estar em Brasília nesses dias, até porque ele vai tomando decisões, fazendo reuniões com a equipe que ele já vai anunciando”, destaca o próximo titular da Casa Civil durante agenda em Salvador, nesta quinta-feira, 15.

Em Brasília, o presidente eleito tem ficado em um hotel em Brasília, onde tem se encontrado com aliados e com autoridades para tratar de andamentos de demandas para o início da sua gestão.

A Granja do Torto é uma das residências oficiais da Presidência da República. É uma propriedade com características de casa de campo e por isto, situa-se nos arredores do Plano Piloto. Seu nome está relacionado à sua localização, na Fazenda do Riacho Torto, em Brasília. São 37 hectares incluem lago e córrego artificiais, piscina, campo de futebol, quadra poliesportiva, churrasqueira, heliponto e uma área de mata nativa.

Guedes se mudou para o local no início da pandemia. Até então, ele residia em um hotel próximo ao Palácio da Alvorada, mas sus estadia no local ficou prejudicada por conta das restrições sanitárias adotadas para o enfrentamento da Covid-19.

Palácio da Alvorada

Até o momento, o presidente Jair Bolsonaro (PL) não deu indícios de quando deixará o Palácio da Alvorada, a residência oficial do presidente da República, para que o seu sucessor se prepare para morar no local quando assumir. O silêncio do chefe do Executivo sobre o assunto tem chamado a atenção dos aliados de Lula.

Na quarta-feira, 14, os senadores Otto Alencar (PSD-BA) e Randolfe Rodrigues (Psol-AP) usaram as redes sociais para tratar do tema.

“É de costume o presidente da República que sai do poder deixar o Palácio da Alvorada, residência oficial, antes do dia 15/12. Se Bolsonaro não quer sair, sugiro a #Lula entrar com ação de despejo”, tuita Otto.

Já deu a hora de sair! É comum que o atual Presidente desocupe o Alvorada já nesse período. Mas Bolsonaro quer imitar Trump com o famoso “simplesmente não vou sair”! Só uma dica: assim como nos EUA, a Democracia brasileira tem mecanismos para desalojar um inquilino INDESEJADO, cobra Randolfe.

De acordo com a CNN Brasil, o vice-presidente Hamilton Mourão (Republicanos), eleito senador pelo Rio Grande do Sul indicou que deve deixar o Palácio do Jaburu no dia 26 deste mês. Mourão, inclusive, já reuniu com o vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin (PSB), para apresentar a residência oficial na qual costumeiramente é destinada como moradia para o número dois da República brasileira. 

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS