Relator vota contra cassação de Moro, mas julgamento é suspenso | A TARDE
Atarde > Política > Brasil

Relator vota contra cassação de Moro, mas julgamento é suspenso

Senador é acusado de abuso de poder econômico no período de pré-campanha 2022

Publicado segunda-feira, 01 de abril de 2024 às 18:48 h | Atualizado em 01/04/2024, 19:18 | Autor: Da Redação
Moro nega ter cometido abuso de poder econômico em 2022
Moro nega ter cometido abuso de poder econômico em 2022 -

O julgamento do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) que avalia uma possível cassação do senador Sérgio Moro (União Brasil-PR) foi suspenso, no início da noite desta segunda-feira, 1º, e deve ser retomado apenas na próxima quarta, 3.

A suspensão se deu por um pedido de vista do desembargador José Rodrigo Sade, logo depois do voto do relator Luciano Carrasco Falavinha Souza, que opinou contra a cassação do senador paranaense. No total, sete magistrados devem votar.

No julgamento, os desembargadores avaliam duas ações — uma do PT e outra do PL — que pedem a cassação por um suposto abuso do poder econômico ainda no período da pré-campanha das eleições de 2022.

Moro foi eleito com mais de 1,9 milhões de votos e nega ter cometido irregularidades durante a pré-campanha. Já o Ministério Público Eleitoral (MPE) opinou pela condenação do senador.

Caso Moro seja condenado, ele perderá o mandato e deve ficar inelegível até 2030. Uma nova eleição será realizada no estado do Paraná, para definir o substituto no Senado.

Publicações relacionadas