Com uso de sistema remoto, MPF escolhe representantes para Conselho Superior

Publicado terça-feira, 23 de junho de 2020 às 22:26 h | Atualizado em 23/06/2020, 22:27 | Autor: Da Redação

Realizada pela primeira vez de forma remota, a eleição do Conselho Superior do Ministério Público Federal (CSMPF) resultou na eleição dos subprocuradores-gerais da República Mário Luiz Bonsaglia (645 votos) e Nicolao Dino de Castro e Costa Neto (608 votos), nesta terça-feira, 23.

Mário e Nicolao foram escolhidos para compor o biênio 2020/2022. No próximo dia 30 serão eleitos mais dois conselheiros, dessa vez pelos subprocuradores-gerais da República. A votação estava inicialmente prevista para 19 de maio, mas foi adiada pela fragilidade no sistema usado nos anos anteriores.

Para esta terça, foi escolhido o sistema Hélios, desenvolvido pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). A votação registrou uma adesão muito boa, superior a 70%, segundo o MPF. Ao todo, foram 838 votantes.

O procurador-geral da República, Augusto Aras, esteve no auditório do CSMPF, de onde foi acompanhada a votação remota, para cumprimentar os responsáveis pelo processo de apuração. Ele destacou a segurança do novo sistema utilizado, considerado totalmente auditável.

Publicações relacionadas