adblock ativo

CPI da Covid reconvoca motoboy e diretora da VTCLog e quebra sigilos da empresa

Publicado terça-feira, 31 de agosto de 2021 às 15:32 h | Atualizado em 31/08/2021, 15:38 | Autor: Da Redação
Ministro Kassio Nunes, do STF, desobrigou participações | Foto: Pedro França/Agência Senado
Ministro Kassio Nunes, do STF, desobrigou participações | Foto: Pedro França/Agência Senado -
adblock ativo

A CPI da Covid aprovou a reconvocação do motoboy Ivanildo Gonçalves e da diretora-executiva da VTCLog, Andréia Lima. Eles eram aguardados para depor nesta terça-feira, 31, mas não compareceram.

Segundo o presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito, senador Omar Aziz (PSD), serão quebrados os sigilos fiscal e telemático da empresa. Imagens do motoboy entrando em uma agência do Bradesco nos horários que constam em extratos de quitação de contas do ex-diretor do Departamento de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Ferreira Dias, foram exibidas na reunião.

"São imagens reveladas pelo sistema de bancos que comprovam que no dia e na hora em que os boletos do Roberto Ferreira Dias estavam sendo pagos pela VTCLog, através do Ivanildo, o que comprova verdadeiramente o conluio existente no bastidor do Ministério da Saúde no enfrentamento à pandemia", explicou Renan Calheiros, relator da CPI.

"Agora a CPI irá focar no depoimento de todas as pessoas da VTCLog. Todas, sem exceção. Nós iremos a fundo na VTCLog até a CPI concluir essa questão", disse.

Segundo um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras, Coaf, a empresa movimentou R$ 117 milhões nos últimos dois anos. O motoboy Ivanildo, a serviço da empresa, teria realizado saques que totalizaram R$ 4,7 milhões em nome da empresa.

Ele foi desobrigado de participar da CPI após decisão liminar do ministro Kassio Nunes, do STF. Calheiros considerou o depoimento do motoboy como fundamental para as investigações. Ele considerou a decisão do ministro um retrocesso à jurisprudência adotada.

"O ministro, com todo o respeito, alegou que não havia pertinência temática. Como não?! Em 2020 e em 2021, um motoboy sacou, do dinheiro da saúde, do dinheiro sagrado do povo brasileiro".

Já Andréia Lima, diretora-presidente da empresa, afirmou que colaboraria com as investigações, mas não conseguiria comparecer nesta terça-feira por causa da agenda.

adblock ativo

Publicações relacionadas