Deputado propõe à Alba projeto de gratuidade em tratamento psicológico durante pandemia

Publicado quarta-feira, 16 de junho de 2021 às 17:12 h | Atualizado em 16/06/2021, 17:17 | Autor: Da Redação

Um projeto de lei que propõe a orientação e tratamento psicológico e psiquiátrico gratuito para pessoas por conta do isolamento social e suas consequências, decorrentes da pandemia da Covid-19, foi apresentado na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba). A proposta é do deputado Diego Coronel (PSD). 

“A presente proposição visa promover uma ação voltada aos cuidados com a saúde mental e emocional das pessoas infectadas ou não pela Covid-19, bem como os membros de suas famílias, de forma a minimizar o impacto psicológico causado pela doença e pelo isolamento social decorrente das medidas de prevenção contra a exposição ao vírus causador”, justificou o deputado.

De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), os porcentuais médios esperados desses problemas na população são: estresse, 8,5%; ansiedade, 7,9%; depressão, 3,9%. Um ponto que também preocupa bastante os especialistas é a saúde mental das crianças e adolescentes durante a pandemia do novo coronavírus. Países europeus como Itália e Espanha, que foram muito atingidos pela pandemia e já vem retomando as atividades, registraram um aumento nos casos de distúrbios psicológicos nestes grupos. 

“Diante do cenário atual, a sociedade vive um tempo absolutamente novo, onde os reflexos na pandemia do Covid-19 remetem a diversos sentimentos e transtornos que nos fazem refletir como será o pós-pandemia ou o que os especialistas chamam de “quadro de transtornos do estresse pós- -traumático”, condição comum em situações de catástrofes, guerras, sequestros e pandemias onde as pessoas ficam revivendo o sofrimento, mesmo após o trauma”, disse o deputado. 

Segundo os pesquisadores, durante epidemias o número de pessoas que desenvolvem distúrbios psíquicos tendem a serem maiores do que as que são afetadas pelo processo infeccioso. Segundo estudos, o pós-pandemia também apresenta fatores sérios de risco à saúde mental, principalmente, por conta das perdas fi nanceiras e do estigma em relação a outras pessoas.

Publicações relacionadas