Doria diz que endossa carta do PSDB por permanência de Leite

Governador não assinou documento e pediu para que presidente do partido em SP assinasse

Publicado domingo, 20 de março de 2022 às 12:31 h | Atualizado em 20/03/2022, 12:31 | Autor: Da Redação
Representantes do partido divulgaram carta na qual disseram não admitir a possibilidade de “perder”  Eduardo Leite em um momento “crucial”
Representantes do partido divulgaram carta na qual disseram não admitir a possibilidade de “perder” Eduardo Leite em um momento “crucial” -

O governador de São Paulo, Joao Dória, que também e pré-candidato ao Planalto pelo PSDB, elogiou nesse sábado, 19, o trabalho de Eduardo Leite como governador do Rio Grande do Sul e disse que concorda com a carta na qual lideranças tucanas pedem para o gaúcho permanecer no partido.

Na escolha do pré-candidato à presidência da República pelo PSDB, Leite perdeu a disputa para Doria. O ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio também concorreu. O governador gaúcho tem dado indícios de que pode sair candidato ao Planalto pelo PSD, partido de Gilberto Kassab.

Com à dúvida sobre a permanência de Leite, representantes do partido divulgaram uma carta na qual disseram não admitir a possibilidade de “perdê-lo” em um momento “crucial” para história do Brasil.

Vinte e oito integrantes do PSDB assinaram o documento, incluindo o presidente da sigla em São Paulo, Marco Vinholi, aliado de Doria. O governador paulista não assinou a carta.

Depois de visitar obras no hospital Pérola Byington, em São Paulo, o governador do Estado disse a jornalistas que pediu para Vinholi assinar a carta.

Publicações relacionadas