ACM Neto descumpre lei eleitoral e coleciona derrotas na Justiça | A TARDE
Atarde > Política > Eleições 2024

ACM Neto descumpre lei eleitoral e coleciona derrotas na Justiça

Sucessivos erros são causados por descontrole da equipe de marketing diante da queda da campanha

Publicado sábado, 10 de setembro de 2022 às 11:36 h | Atualizado em 10/09/2022, 13:18 | Autor: Da Redação
Irregularidades cometidas pela campanha podem retirar até 30 minutos do programa eleitoral de Neto
Irregularidades cometidas pela campanha podem retirar até 30 minutos do programa eleitoral de Neto -

Nas últimas semanas, a Coligação de ACM Neto para a chapa majoritária ao governo do estado e os partidos aliados têm sofrido inúmeras derrotas no Tribunal Regional Eleitoral da Bahia. No início da semana, em especial, a derrota foi cravada pelo plenário da Corte Regional Eleitoral em um apertado placar de 4 a 3.

Nessa oportunidade, os desembargadores eleitorais firmaram o entendimento, já agora adotado em julgados seguintes por unanimidade, de que por vários dias a propaganda política dos candidatos a deputados estaduais e federais, a chamada proporcional, foi invadida ilicitamente na televisão, por enormes adereços de ACM Neto e Cacá Leão, manobra ilegítima à luz da legislação eleitoral. 

Advogado dá bronca na equipe de marketing de ACM Neto

Na sessão plenária da última sexta-feira, 9, o clima era de tristeza. E foi nesse momento que o advogado Ademir Ismerim, um dos mais requisitados da Bahia e com atuação em outros estados da federação, desabafou e esbravejou com o marketing da campanha, que seria o verdadeiro culpado pelas irregularidades cometidas e que devem retirar de 20 a 30 minutos do programa eleitoral de ACM Neto.

Ao ter o vídeo da propaganda transmitido durante o julgamento, o patrono não poupou críticas à área de marketing de Neto. “O que foi visto ali é o seguinte, quando fala vote nos candidatos a deputado de ACM Neto, não tem aquelas coisinhas girando, aqueles negócios do marketing, que fica inventando coisa pra gente ficar aqui sofrendo na tribuna. Aí é, porque o marketing você sabe como é, eles não se acham Deus, eles têm certeza. Então eles fazem o negócio deles e termina a gente aqui tendo que ficar pagando e dando a notícia ruim né Pedro, porque quem dá a última notícia ruim é o advogado né. Quando o candidato é multado quem dá a notícia ruim? o advogado. O contador já foi embora, o marketing já foi há muito tempo, mas tirando isso e porque hoje é sexta-feira, ninguém, amanhã é sábado, é, eu diria, chamaria atenção aos senhores dessa questão de que aquela vinheta de passagem, ela primeiro pede voto aos candidatos a deputados e ela não tem aqueles adereços que o tribunal proíbe”, afirmou Ismerim em tom de “puxão de orelha”, o que despertou risadas em alguns dos julgadores, conforme vídeo a qual A TARDE teve acesso.

 

  

Para profissionais ligados à área, fica evidente que a postura agressiva e arriscada do marketing de ACM Neto ao descumprir a lei decorreria da queda acentuada que a campanha vem tendo no último mês. Uma fonte ligada ao grupo político do ex-prefeito de Salvador falou ao A TARDE, sob condição de anonimato, que pesquisas qualitativas de consumo interno do União Brasil, realizadas semanalmente por renomado instituto baiano, já apontam que a eleição no estado terá segundo turno e que ACM Neto vem sofrendo com a pecha de não ter alinhamento com uma candidatura a presidente da república.

A mesma fonte revelou que seu grupo vem se deteriorando porque não teria tomado lado na disputa presidencial. “Eu afirmei desde o início que deveríamos nos vincular ao presidente Jair Bolsonaro, que tem crescido em âmbito nacional, para combater o PT na Bahia, porém fui voz vencida. Agora é torcer para chegar logo o dia 2”, afirmou a fonte ouvida, que possui relevância no Congresso Nacional e trânsito livre no Palácio do Planalto”.

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS