Menu
Pesquisa
Pesquisa
Busca interna do iBahia
HOME > política > ELEIÇÕES 2024
Ouvir Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no Facebook Compartilhar no X Compartilhar no Email
01/05/2024 às 16:28 - há XX semanas | Autor: Fernando Valverde e Lula Bonfim

ELEIÇÕES 2024

Augusto Vasconcelos espera aumentar bancada do PCdoB na Câmara

Partido espera que formaçaõ de Federação alavanque suas chances no pleito eleitoral

Imagem ilustrativa da imagem Augusto Vasconcelos espera aumentar bancada do PCdoB na Câmara
-

Líder do PC do B na Câmara de Salvador, o vereador Augusto Vasconcelos espera que a formação da Federação Brasil da Esperança (PT, PCdoB e PV) alavanque as chances do partido em conquistar novas cadeiras na Câmara Municipal neste ano.

Atualmente com dois mandatos na atual legislatura, com o vereador Hélio Ferreira além do próprio Augusto, o partido, que já ocupou a liderança da oposição no espaço, busca pelo menos mais uma cadeira para sair fortalecido do pleito eleitoral.

"Eleição é sempre difícil, principalmente para um partido como o nosso que tem origem na luta da classe operária e tem mais dificuldades no acesso aos recursos, mas nós temos posicionamentos firmes e sempre montamos bancadas competitivas para a Câmara Municipal", pontuou. "Acredito que o PCdoB terá a oportunidade para fazer três vereadores e será um passo importante para fazer crescer a nossa influência. Vamos lutar para conseguir essa terceira cadeira mostrando o que fizemos no nosso mandato e também apontando novos caminhos para que tenhamos uma cidade mais justa e com oportunidades para todo mundo".

Presente na comemoração do Dia do Trabalho, organizada por centrais sindicais no Farol da Barra, o vereador falou ainda sobre a importância do dia para a classe trabalhadora e sobre a proposta da diminuição da jornada de trabalho, uma das maiores bandeiras do seu mandato.

"Hoje é um dia de fortalecimento da luta da classe trabalhadora, da luta pela democracia e pela garantia de direitos do nosso povo. É necessário elevar o nosso nível de consciência, para que tenhamos a capacidade de formar uma nova maioria política na nação. Os trabalhadores e trabalhadoras são a maioria do povo, mas a minoria nos espaços de decisão, enquanto grandes grupos econômicos acabam dominando os rumos da política. Por isso nesse 1º de maio, é um momento para reafirmamos as nossas convicções na defesa dos direitos e assegurar condições dignas para a sociedade brasileira", disse.

"Em razão das novas tecnologias e do uso intensivo de ferramentas de trabalho, um trabalhador consegue produzir, em termos de riqueza, cinco vezes mais do que um trabalhador produzia nos anos 70. Então, por que que nós, enquanto classe trabalhadora, estamos trabalhando mais, adoecendo e com tanta gente desempregada? A diminuição da jornada possibilitaria que mais pessoas tivessem acesso ao mercado do trabalho e poderia aumentar a produtividade, como aconteceu em países da Europa que fizeram movimento semelhante.

Assuntos relacionados

augusto vasconcelos Classe Trabalhadora dia do trabalhador dia do trabalho eleições 2024 pcdob

Compartilhe essa notícia com seus amigos

Compartilhar no Email Compartilhar no X Compartilhar no Facebook Compartilhar no Whatsapp

Tags:

augusto vasconcelos Classe Trabalhadora dia do trabalhador dia do trabalho eleições 2024 pcdob

Cidadão Repórter

Contribua para o portal com vídeos, áudios e textos sobre o que está acontecendo em seu bairro

ACESSAR

Assuntos relacionados

augusto vasconcelos Classe Trabalhadora dia do trabalhador dia do trabalho eleições 2024 pcdob

Publicações Relacionadas

A tarde play
Play

Pablo Marçal bate boca com jornalista do SBT; assista

Play

Acompanhe a transmissão da mesa redonda sobre o balanço das eleições

Play

Áudio atribuído a músico de Oh Polêmico revela suposta ameaça

Play

Moema comemora visita de Dilma Rousseff a Lauro de Freitas

x

Assine nossa newsletter e receba conteúdos especiais sobre a Bahia

Selecione abaixo temas de sua preferência e receba notificações personalizadas

BAHIA BBB 2024 CULTURA ECONOMIA ENTRETENIMENTO ESPORTES MUNICÍPIOS MÚSICA POLÍTICA