“Bolsonaro não acredita em Deus”, diz Lula | A TARDE
Atarde > Política > Eleições 2024

“Bolsonaro não acredita em Deus”, diz Lula

Ex-presidente disse que seu adversário nas eleições deste ano utiliza o discurso religioso como peça eleitoral

Publicado terça-feira, 26 de abril de 2022 às 16:53 h | Autor: Da Redação
Ex-presidente Lula em entrevista a youtubers e veículos independentes nesta terça-feira, 26
Ex-presidente Lula em entrevista a youtubers e veículos independentes nesta terça-feira, 26 -

Durante entrevista a youtubers e a veículos de mídias independentes nesta terça-feira, 26, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) aumentou o tom de críticas ao seu principal adversário até o momento na disputa eleitoral deste ano. Ele disse que o presidente Jair Bolsonaro (PL) não tem a vida “condizente” com a de um cristão e “não acredita em Deus”. “Ele é mentiroso até para isso”, declarou, acrescentando que o povo evangélico “tem que saber que já foi bem melhor tratado".

“Olha os olhos dele quando ele fala em Deus. Aquilo é uma peça eleitoral. Aquilo ele tramou com alguns pastores e ficava gritando, quando na verdade um comportamento dele, o histórico da vida dele, a vida política dele, até a vida militar, ele foi expulso do Exército. Então, a vida dele não é condizente com um cristão, com um homem temente a Deus, com um homem que crê em Deus”, frisou.

Questionado sobre como conquistar eleitores evangélicos, que hoje compõem a base de Bolsonaro, Lula respondeu que não é possível "confundir o povo evangélico com alguns pastores" e disse que o segmento religioso "nunca foi tão respeitado" como no período em que ocupou a Presidência.

"O povo evangélico é um povo muito grande nesse país. É um povo muito esperto, que cuida da família como deve cuidar. A gente não tem que conversar com pastor. [Ir] atrás daquele farofeiro que fala, fala e fala, em nome de Deus, cometendo pecado todo dia — até por que usar o nome de Deus em vão é um pecado. Nós temos que conversar com o povo, o homem e a mulher evangélicos", disse ele.

Depois da fala sobre os pastores, o ex-presidente afirmou que “Bolsonaro fica mais religioso na época da eleição”. Lula falou que neste período (eleitoral), Bolsonaro “pega e dá mais dinheiro a pastores do MEC”. O petista se referiu ao suposto esquema de corrupção com líderes religiosos.

“Aquele ex-ministro dele ia embarcar com uma arma e disparou no aeroporto e parece que feriu alguém. Na verdade, estamos sendo governados por pessoas que só pensam em fazer o mal”, comentou o petista sobre situação que ocorreu com o ex-ministro da Educação Milton Ribeiro que se envolveu em um incidente ao manusear sua arma de fogo no Aeroporto de Brasília nesta segunda-feira, 25.

Os acenos mais frequentes de Lula aos evangélicos ocorrem após desgaste do petista provocado por declarações recentes dele sobre aborto. Para ele, o assunto deveria ser uma "questão de saúde pública", já que escancara as desigualdades sociais da sociedade brasileira, mas bolsonaristas e evangélicos reagiram às declarações.

Também em aceno aos evangélicos, na segunda-feira, 25, durante abertura de feira de tecnologia agrícola, em Ribeirão Preto, no interior paulista, Bolsonaro afirmou que acredita estar no cargo por missão divina e que "só Deus" o tira da cadeira de presidente da República.

Confira o vídeo da coletiva:

 

 

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS