Marta Rodrigues cobra posicionamento de grupo de ACM Neto | A TARDE
Atarde > Política > Eleições 2024

Marta Rodrigues cobra posicionamento de grupo de ACM Neto

A vereadora e pré-candidata a deputada criticou o adversário por evitar nacionalizar as eleições

Publicado segunda-feira, 09 de maio de 2022 às 09:34 h | Atualizado em 09/05/2022, 10:24 | Autor: Lucas Franco
Vereadora Marta Rodrigues reconhece falta de representatividade do seu partido na Câmara dos Deputados
Vereadora Marta Rodrigues reconhece falta de representatividade do seu partido na Câmara dos Deputados -

Ao comentar sobre o cenário nacional para as eleições deste ano, a vereadora Marta Rodrigues (PT) cobrou um posicionamento do pré-candidato ao governo e ex-prefeito de Salvador, ACM Neto (UB), que de acordo com a petista, vem tentando se desvincular do presidente Jair Bolsonaro (PL) ao afirmar que a eleição não deve ser nacionalizada. 

Em entrevista ao programa ISSO É BAHIA, da rádio A TARDE FM (103.9) na manhã desta segunda, 9, a ex-líder da oposição na CMS, e agora pré-candidata a deputada, avaliou o cenário que irá colocar seu irmão, o pré-candidato ao governo Jerônimo Rodrigues (PT) em embate com o ex-prefeito de Salvador 

“É importante que o grupo liderado pelo ex-prefeito da cidade [ACM Neto (UB)] tenha como centralidade esse debate. Nós não percebemos isso no dia a dia, dentro do espaço do legislativo, como na política em geral", apontou. "É de forma autoritária, atropelando, desrespeitando e não dá pra conviver com políticas como essa em pleno século XXI. Tenta a todo momento se desvincular do atual presidente e nós temos cobrado esse posicionamento, pois será uma eleição nacionalizada. Não dá pra dizer que não tem candidato. Precisamos debater as políticas públicas que o atual governo tem marginalizado, e que foram conquistadas após muitos anos de luta, e daqui até outubro iremos debater", pontuou.

A vereadora criticou também a falta de equidade de oportunidades entre mulheres e homens na política e reconheceu a falta de representatividade do seu partido na Câmara dos Deputados, já que dentro do histórico de mulheres eleitas para o legislativo federal pelo PT no estado, apenas a atual prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho, conseguiu o feito.

"Por mais lutas que empreendamos no partido, isso não vem se reverberando. É preciso que o partido tenha esse compromisso. Estamos promovendo rodas de conversas”, afirmou.

Marta foi perguntada se o fato de ser irmã do pré-candidato ao Governo do Estado, Jerônimo Rodrigues (PT), poderia tornar sua voz mais ouvida. Em sua resposta, destacou as trajetórias diferentes dos dois, embora atuem no mesmo partido.

“Eu digo que eu já tenho uma trajetória na política, já é meu terceiro mandato, e tantas outras ações como mulher negra, e colocando também na centralidade esse debate. O pré-candidato Jerônimo Rodrigues também tem sua trajetória. Nós temos essa trajetória de vida, de irmãos, mas ele tem a luta e a caminhada dele e eu também sigo no compromisso, partilha e solidariedade com companheiras e companheiros que no dia a dia nos ajudam nessa caminhada”, afirmou a pré-candidata a deputada federal.

 

A Tarde FM
 

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS