Ausência de Zé Ronaldo e tristeza de Nilo marcam convenção de Neto

Escolha de vice desagradou aliados do ex-prefeito; Desembarque da base é especulado

Publicado sexta-feira, 05 de agosto de 2022 às 13:06 h | Atualizado em 05/08/2022, 14:03 | Autor: Da Redação
Imagem ilustrativa da imagem Ausência de Zé Ronaldo e tristeza de Nilo marcam convenção de Neto
-

A convenção que oficializou a candidatura de ACM Neto (União Brasil) ao governo da Bahia nesta sexta-feira, 5, foi marcada pela ausência de Zé Ronaldo, do mesmo partido.

O ex-prefeito de Feira de Santana era favorito para compor a chapa, mas acabou perdendo a vaga de vice para a empresária Ana Coelho (Republicanos). 

Segundo interlocutores de Zé Ronaldo, ele ficou profundamente decepcionado por não ter sido escolhido como vice, decidiu não participar da convenção e ainda cancelou a ida de apoiadores ao ato.  

A base aliada parece ter estremecido, ao ponto de adversários de Neto já estarem cortejando Zé Ronaldo a mudar de lado.

Durante coletiva de imprensa, antes do ato político que oficializou sua candidatura, Neto foi perguntado sobre a situação do aliado, mas não confirmou se falou com ele. 

“Preciso que vocês [jornalistas] perguntem a ele”, disse.

Quem também corria por fora para ser vice de Neto era o deputado federal Marcelo Nilo (Republicanos), que agora vai tentar se reeleger. Questionado se estava chateado, ele disse que ficou triste, mas entendeu a opção por Ana Coelho. 

“Ele [Neto] não tem culpa. Meu grande amigo é aquele que me bota em segundo plano. O primeiro plano é o dele”, explicou. 

A convenção também oficializou a candidatura de Cacá Leão (PP) ao Senado. Além do União Brasil e Progressistas, a coligação conta com PSDB, PDT, PSC, Solidariedade, Cidadania,  Podemos, PRTB, PTB, DC e PMN.

Imagem ilustrativa da imagem Ausência de Zé Ronaldo e tristeza de Nilo marcam convenção de Neto
 

Pesquisa aponta empate técnico 

A convenção do União Brasil acontece no mesmo dia da divulgação da pesquisa AtlasIntel, encomendada pelo Grupo A TARDE, que aponta empate técnico entre Neto e o candidato do PT, Jerônimo Rodrigues. 

O ex-prefeito de Salvador aparece com 38,8% das intenções de voto, seguido de muito perto pelo candidato de Lula, com 37,8%. João Roma (PL) teve 13,2% da preferência, Kléber Rosa (PSOL) 1,4%, e Giovani Damico 0,1%.

Comparado com a pesquisa anterior do mesmo instituto, divulgada no dia 17 de julho, Jerônimo apresentou o maior crescimento, de 5,2 pontos percentuais, enquanto Neto caiu 0,9 ponto.

Publicações relacionadas