Presidente do PDT descarta ação contra filiados por apoio ao PT

Félix Mendonça disse que "cada um pode expressar sua opinião", ao falar sobre vereador licenciado e suplente

Publicado quarta-feira, 06 de abril de 2022 às 16:36 h | Atualizado em 06/04/2022, 19:29 | Autor: Rodrigo Aguiar
Deputado destacou que PDT ainda não oficializou posição sobre o pleito
Deputado destacou que PDT ainda não oficializou posição sobre o pleito -

Presidente estadual do PDT, o deputado federal Félix Mendonça Jr. disse nesta quarta-feira, 6, que, apesar da "tendência forte" do partido apoiar a pré-candidatura de ACM Neto (União Brasil) ao governo do Estado, "cada um pode expressar sua opinião" por enquanto, ao comentar o apoio dos pedetistas Henrique Carballal e Randerson Leal à chapa petista.

Randerson assumiu nesta quarta uma cadeira na Câmara de Salvador, com o licenciamento de Carballal, coordenador de campanha da chapa majoritária encabeçada por Jerônimo Rodrigues (PT) e com Geraldo Júnior (MDB), presidente do Legislativo municipal, como vice.

Para Félix, não há qualquer problema na conduta dos correligionários. O deputado descartou qualquer ação no momento contra Carballal e Randerson. "O PDT não oficializou posição nenhuma, o que deve ocorrer a partir das convenções. A nossa tendência forte é de ficar com Neto, de 99%, mas não há posição oficial do partido", declarou o parlamentar.

Félix destacou que, agora como vereador do PDT, Randerson deverá seguir no apoio ao prefeito Bruno Reis (União Brasil), já que o partido integra a base do gestor. Em relação a Carballal, que ajudou na articulação que selou a aliança de Geraldo Júnior com o PT, o dirigente afirmou que o vereador licenciado permanece no PDT. "Ele [Carballal] vai tratar da vida dele, está licenciado, não está representando o partido", declarou Félix.

Ex-diretor do Ibametro, Randerson tem participado ativamente das atividades de Jerônimo e Geraldo pelo estado. Randerson é filho do deputado estadual Roberto Carlos, que migrou do PDT para o PV na janela partidária para continuar na base de apoio ao governo Rui.

No domingo, Randerson participou em Feira de Santana do lançamento do Programa de Governo Participativo (PGP). Na terça, 5, esteve em Itaparica com a dupla e o governador Rui Costa (PT).

O anúncio de que Randerson tomaria posse na Câmara no lugar de Carballal foi feito na última quarta, 30, pelo próprio Geraldo, durante um pronunciamento na sede do MDB, quando foi oficializada a chapa com o PT. "Vai assumir o mandato, que já vou pedir a Carballal para licenciar. Vossa Excelência [Carballal] não me diga não; vai ter que coordenar a nossa campanha", anunciou o presidente da Câmara, na ocasião.

Publicações relacionadas