Em nova derrota judicial, Ciro Gomes terá que pagar R$ 8 mil para Eunício Oliveira

Publicado quarta-feira, 01 de dezembro de 2021 às 17:04 h | Atualizado em 01/12/2021, 17:16 | Autor: Da Redação

O pré-candidato à presidência da República pelo PDT, Ciro Gomes, amargou mais uma derrota judicial para o  ex-presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB). Ciro terá que pagar R$ 8 mil por ofensas contra o ex-senador. O dinheiro, segundo o próprio Eunício, será doado a uma instituição de combate às drogas. As informações são da Revista Veja. 

Na terça-feira, 30, a Justiça de São Paulo determinou que Ciro entregasse um apartamento arrematado em leilão para quitar indenização de dano moral em processo movido pelo ex-presidente Fernando Collor de Mello (Pros).

Quem arrematou o imóvel foi o ex-senador Eunício Oliveira (MDB) pelo valor de R$ 520 mil. No recurso que questionava o leilão, Ciro sustentou que a ação movida por Collor tinha vícios, nulidades e recursos pendentes.

O processo movido contra Ciro foi provocado por entrevista em que ele afirma que o ex-presidente Lula deveria ter chamado Collor de "playboy safado" e "cheirador de cocaína" nos debates eleitorais de 1989.

Em entrevista à revista Veja, Eunício afirmou que o imóvel estava barato e que o arrematou "só de sacanagem". "O homem não administra nem o patrimônio dele, quer administrar o Brasil?", provocou na ocasião.

Publicações relacionadas