adblock ativo

Ex-governador de Alagoas é preso em operação da Polícia Federal

Publicado quinta-feira, 06 de dezembro de 2007 às 21:19 h | Atualizado em 06/12/2007, 21:19 | Autor: Priscila Galvão / Agência Brasil
adblock ativo

A Receita Federal, em parceria com a Polícia Federal e o Ministério Público, deu início hoje (6), à Operação Taturana, em Alagoas. As investigações envolvem uma quadrilha que atuava dentro do Poder Legislativo do estado e supostamente fraudava declarações do Imposto de Renda. Segundo a Polícia Federal, o prejuízo aos cofres públicos chega a R$ 200 milhões em cinco anos.

Ao todo, 79 mandados foram expedidos pela Justiça em oito municípios do estado. Entre os presos, está o ex-governador de Alagoas Manoel Gomes de Barros. Durante a operação, os policiais encontraram armas de uso exclusivo do exército na casa do ex-governador, que foi detido em flagrante por porte ilegal de armas.

O esquema envolveria nove deputados estaduais, além de assessores e servidores da Assembléia Legislativa. Apenas um dos parlamentares, o deputado estadual Cícero Ferro (PMN) foi preso hoje (6), também flagrado com porte ilegal de armas.

Os outros oito deputados acusados de participação nas fraudes não foram detidos por causa da imunidade parlamentar. Todos os presos foram encaminhados à superintendência da Polícia Federal em Alagoas onde devem prestar depoimento.

adblock ativo

Publicações relacionadas