adblock ativo

Ex-presidente da França, Sarkozy é condenado a três anos de prisão

Publicado segunda-feira, 01 de março de 2021 às 11:10 h | Atualizado em 01/03/2021, 11:34 | Autor: Da Redação
Ex-presidente Nicolas Sarkozy | Foto: Martin Bureau | AFP
Ex-presidente Nicolas Sarkozy | Foto: Martin Bureau | AFP -
adblock ativo

Acusado de suborno e tráfico de influência, o ex-presidente da França, Nicolas Sarkozy, foi condenado a três anos de prisão por um tribunal francês, na manhã desta segunda-feira, 1°.

Negando os crimes, Sarkozy declarou que a condenação segue uma caça às bruxas, utilizada para atrapalhar os seus negócios. Presidente da França entre 2007 e 2012, o político será o primeiro chefe de Estado a cumprir a pena em uma prisão.

A investigação do caso que declarou o ex-líder culpado aponta que Sarkozy, juntamente com seu advogado, Thierry Herzog, tiveram o apoio do ditador líbio Muammar Kadafi em sua primeira campanha para a presidência. O caso foi descoberto após o grapeamento de telefones.

Durante as escutas, as autoridades descobriram que além da relação com o ditador, o ex-presidente teria oferecido uma emprego em Mônaco, ao juiz Gilbert Aziber, juiz da Corte de Cassação da França. A bonificação seria uma troca de favores, com o objetivo de obter informações secretas sobre uma investigação. Além de Sarkozy, Herzog foi condenado a cinco anos sem poder exercer a função de advogado.

adblock ativo

Publicações relacionadas