adblock ativo

Manoel Dias conversa com pessoas contrárias ao impeachment de Dilma

Publicado domingo, 17 de abril de 2016 às 17:31 h | Atualizado em 19/11/2021, 07:26 | Autor: Célia Froufe | Estadão Conteúdo
adblock ativo

Surpreendendo manifestantes, o ex-ministro do Trabalho Manoel Dias foi fazer um corpo a corpo com as pessoas contrárias ao impeachment da presidente Dilma Rousseff na tarde deste domingo, 17. "Se Cuba tem Fidel, o Brasil tem Manoel", gritaram os manifestantes quando se depararam com o secretário-geral do PDT e presidente da Fundação Leonel Brizola.

O ex-ministro disse que foi até a Esplanada para encorajar quem estava no protesto apoiando a presidente. "O partido tomou sua decisão desde janeiro a favor da legalidade", disse ele, que vestia uma camiseta com os dizeres: "Não vai ter golpe! Pela democracia e pela legalidade". O PDT, segundo Dias, foi um dos partidos que mais sofreram com a ruptura da democracia em vários momentos da história. "Tivemos Getúlio, Jango e Brizola", enumerou.

adblock ativo

Publicações relacionadas